A agradabilidade é um conceito chave para o sucesso de um produto no mercado atual. Este conceito é aplicado em conjunto com a User Experience e está centrado na experiência que o usuário tem com o produto mais o conceito de padrão de beleza do mercado.

O primeiro item a ser determinado em um projeto de design é sua função: qual funcionalidade o produto deve apresentar? Podemos determinar também a função como um problema a ser resolvido.

Para a indústria, atribuir uma funcionalidade a um produto não é suficiente. É preciso também vender o produto. Para isto, atribuímos a estética ao produto para que ele se torne agradável ao consumidor. A estética, teoricamente, deve dar beleza ao produto e envolver o usuário emocionalmente sem que sua funcionalidade seja afetada. A beleza dos produtos é nos proporciona o prazer visual e nos leva a comprar o produto, principalmente se ele atende aos padrões estéticos da sociedade.

Entretanto, a agradabilidade está tomando as rédeas de boa parte dos projetos de design. A indústria tem apostado mais em agradar visualmente o consumidor que cumprir devidamente uma função ou resolver um problema do usuário.

Os projetos de design que estão mais preocupados a atender um modismo visual do mercado que dar ao usuário uma função estão fadados a ficarem obsoletos com muito mais facilidade. O que vale mais: o feio que funciona ou o bonitinho que não presta?

A agradabilidade não resolve o problema do projeto, mas deixa o usuário mais confortável e cria um vínculo afetivo. Porém este vínculo pode ser quebrado se o produto não funcionar da maneira correta. Portanto, concentre-se mais em resolver o problema do seu usuário. Garanto que seu usuário ficará bem mais feliz com isso.

Agradabilidade

Clique aqui para comentar ( )