Artes

Artistas digitais brasileiros serão prestigiados pela Adobe

A Adobe Brasil, nesta segunda-feira (20/02), se tornou a primeira filial da América Latina a prestigiar os artistas digitais nacionais na homepage de seu site oficial e no Behance. De acordo com o diretor de Negócios e Consumo da Adobe na América Latina, Beto Santos, a ideia é contribuir e incentivar o desenvolvimento do potencial criativo dos profissionais e da indústria gráfica.

É nossa missão, através de nossos softwares criativos da Adobe CreativeCloud, prover ferramentas para que todos possam – cada vez mais – dar asas à imaginação e nos inspirar com suas criações”, afirmou.

Guto Lacaz, ilustrador, designer gráfico e cenógrafo, é o primeiro a fazer parte desta exposição na página inicial da empresa. Ao acessar o site da Adobe Brasil, você encontra a peça “Casal no Celular”, que foi desenvolvida no Illustrator e que faz uma brincadeira com a forma como a tecnologia interfere na comunicação entre as pessoas.

Página inicial da Adobe Brasil

Para Guto, a ação da Adobe é uma importante porta que se abre aos artistas, em vários sentidos. “Todos os meios de divulgação são bem vindos. Espero que o site da Adobe toque corações e mentes, me traga boas oportunidades e novos amigos”.

Não é a primeira vez que uma peça brasileira chama atenção na Adobe. A obra “ImpossibleSea”, criada pelo designer sorocabano Jack Usephot, era a imagem de abertura do Adobe Photoshop CC 2015.5.

“ImpossibleSea”, por Jack Usephot, na abertura do Adobe Photoshop CC 2015.5.

A ação, além de ter continuidade nos próximos meses aqui no Brasil, deverá também avançar nas páginas principais dos sites da Adobe México e de outras nações da América Latina.

Um pouco sobre Guto Lacaz

Carlos Augusto Martins Lacaz é um artista multimídia, ilustrador, designer, desenhista e cenógrafo. Formado em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de São José dos Campos, ele começou sua carreira fazendo ilustrações para o Jornal da Tarde, de São Paulo, e para editoras de livros.

Algumas de suas principais inspirações vieram da Bauhaus e do designer gráfico britânico Neville Brody. Dentre seus trabalhos de destaque, estão o livro Personagens, de Vânia Toledo, e o projeto gráfico da revista Junguiana, da Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica. Apesar disso, a sua preferência é outra. Em uma entrevista dada para a Revista Design Gráfico e presente em seu site oficial, ele afirmou que gosta de fazer livros para crianças, com desenhos inspirados no Cartoon.

Além disso, Guto desenvolveu marcas para clientes como Academia de Filmes e Arnaldo Pappalardo Estúdio Fotográfico, e fez um grande trabalho tipográfico, desenhando a fonte Nardja Zulpério para a peça teatral homônima de Regina Casé.

Clique aqui para comentar ( )