Fotolia

As Cores e Composição de Tomer Hanuka

Tomer Hanuka

Fala criativos!

Hoje gostaria de apresentar o trabalho deste que é um dos expoentes mais interessantes da ilustração moderna, estou falando do ilustrador israelense Tomer Hanuka, multi-premiado pela Society of  Illustrators / Society of Publication Designers / American Illustration  e a PRINT Magazine. Tomer, hoje com mais de 40 anos, conseguiu em um curto espaço de tempo se tornar o mais bem-sucedido ilustrador do New York Times.

Vamos analisar alguns dos seus trabalhos e compreender brevemente o que torna eles tão interessantes e promissores, vamos lá.

Cores e Contraste

Tomer é um gênio quando se trata do uso de cores e contrastes, no primeiro caso pelo fato de que ele consegue com 4 ou menos cores gerar um sentimento e principalmente uma leitura do que ocorre na cena, elementos são claramente enfatizados ou desmerecidos pelas cores que lhe são atribuídas. O mesmo é válido pelo contraste nas imagens, só pelo uso de valores simples ele consegue atribuir não só a perspectiva necessária para compreendermos o que está mais a frente e o que está mais atrás, tornando o que poderia ser uma ilustração bidimensional em algo com profundidade, como também gera significados a partir desse jogo de luzes.

No poster acima para o filme de Stanley Kubrick “Lolita”, não é necessário tê-lo assistido para compreender do que se trata o filme, apenas com a enfase na cores e contrates fica claro qual o tema do filme e a relação existente entre os personagens. Vamos ver mais alguns exemplos interessantes de uso de cor pelo ilustrador:

Composição e Storytelling

Tomer enfatiza em mais de uma entrevista que compreender a história que ele procura passar através de usa futura ilustração é a parte mais delicada e complicada, visto que o storytelling da imagem precisa ser preciso e gerar uma compreensão fácil. Assim, quando observamos alguma de suas ilustrações fica claro que nada está ali por acaso, tudo é diagramado em termos de composição para facilitar a compreensão da história passada.

A imagem acima é uma das minha favoritas do ilustrador, veja como os elementos estão dispostos para gerar leitura e contar uma história de maneira sútil.Temos linhas na imagem como as nuvens e braço do personagem que levam nosso olhos a compreender que existe uma relação específica dos personagens em cena com o cenário apresentado. Abaixo mais alguns ótimos exemplos de composição e storytelling de Tomer

Tomer fala bastante de sua trajetória e processo de algumas de suas peças nessa palestra para o OFFSET 2010:

É interessante citar que Tomer possui um irmão gêmeo (Asaf Hanuka) que também é um ótimo ilustrador ao qual já fizeram diversos trabalhos em conjuntos, como essa participação no Attack of The Titans Anthology

Clique aqui para comentar ( )