Inspirações

Conheça as ilustrações “badass” de Sapo Lendário

Natália Lima e Júnior Ramos são ilustradores e fundadores do estúdio Sapo Lendário. O casal trabalha diretamente com ilustrações há 4 anos; tanto Natália quanto Júnior são pernambucanos e cursam Design Gráfico na UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). Eles têm o costume de ilustrar mais no tradicional, sendo que os materiais que utilizam são normalmente guache, nanquim e papéis especiais para pintura. Já no âmbito digital, eles utilizam o Adobe Photoshop.

E nesse ano, o Sapo Lendário vai lançar o ArtBook denominado “INKGIRLS”, o livro reúne várias personagens gangsters estilosas e perigosas, exclusivamente criadas pelos artistas. Você já pode reservar a sua cópia ao acessar o site: https://www.catarse.me/inkgirls  aliás, eu já reservei a minha.

Veja abaixo algumas personagens que estarão no ArtBook, e logo a seguir, confira a pequena entrevista realizada com o adorável casal:

  1. O estilo de suas artes é fortemente inspirado na cultura japonesa — como por exemplo, a presença de ideogramas japoneses e personagens com vestimentas/acessórios que remetem ao folclore japonês. Quando que a paixão pela cultura nipônica se fez presente em suas artes?

O Júnior desde criança acompanhou as animações japonesas e sempre teve uma paixão por elas. Quando nos conhecemos, ele me apresentou muitas coisas da cultura nipônica e eu fiquei encantada e tá ai o resultado (em forma de arte). Hoje, o Japão é o que mais nos inspira para criar nossos trabalhos!

  1. Vocês estão com o mais novo projeto denominado “INKGIRLS” — e já conseguiram arrecadar os 100% no Catarse (aeee parabéns! <3). Explica mais para a gente sobre o projeto, de como surgiu, e se tem planos para futuros projetos.

(uhuuu, valeu, Laila <3)

O projeto iniciou quando estávamos decidindo qual tema seria para o nosso Inktober 2016 inktober para quem não conhece, é um projeto criado por Jaker Parker, em que consiste em criar uma ilustração a cada dia do mês de outubro. Inicialmente, desenharíamos apenas garotas com roupas legais, mas a ideia de criar gangue veio depois — bem perto do dia em que iríamos iniciar o inktober — enquanto fazíamos umas pesquisas de roupas e culturas. E sobre os planos futuros…a gente sempre tem haha, aliás, já estamos com 3 ideias de quadrinhos, mas que só iremos produzir a partir de 2018!

  1. Quais são as suas maiores referências e inspirações? 

Como dito antes, o Japão sempre foi uma cultura muito forte para nossas inspirações, assim como os artistas de lá também. Hayao Miyazaki é um deles. Outros artistas que valem citar são o Honk Fu, Kim Jung Gi e Moebius. Além dos filmes como Akira, filmes de Satoshi Kon, até filmes norte-americanos também como Kill Bill — que ainda sim tem muita influência da cultura nipônica — são as nossas maiores referências.

  1. Em um mundo que vangloria a ilustração digital, vocês continuam firmes e fortes no tradicional. Conte-nos mais sobre os materiais que utilizam e também quais dicas vocês dão para aqueles que querem se aventurar no tradicional — especialmente no guache.

Fomos apresentados ao digital tarde demais. O tradicional já tinha nos tomado com uma força maior. Trabalhar no digital não é difícil, mas trabalhar no tradicional nos deixa mais livres, dá uma sensação de liberdade, entende? Pode ser coisa da cabeça, mas gostamos de fazer grande parte dos nossos trabalhos no tradicional.

Os materiais que mais usamos é nanquim e tinta para pintar, podendo ser aquarela, acrílica ou guache. O guache, hoje, tá sendo o amor maior de nós dois e até agora não conseguimos largar dele! E para quem deseja se aventurar no guache (ou em qualquer coisa nova na ilustração), a única coisa que deveríamos dizer é: percam o medo! Isso atrapalha os estudos, e pra perder o medo é necessário praticar e se permitir errar, deixar que a sua evolução continue e não trave. É difícil, porque sempre estamos exigindo do nosso trabalho, querendo que ele seja o mais perfeito logo de primeira, mas sabemos que não é assim. Então, aguente firme e continue sempre a nadar, quer dizer, a praticar, que temos certeza que uma hora chega!

Acompanhe todas as novidades e as belas ilustrações do Sapo Lendário em suas redes sociais: behance, tumblr, facebook e instagram.

Clique aqui para comentar ( )