Design

Design e o desempenho empresarial

O design tem sido o principal diferenciador das empresas, marcas e produtos, contribuindo significativamente para seu crescimento e desempenho. Compreender como o design é tão importante para o crescimento de uma empresa constitui um diferencial importantíssimo no comércio, na identificação e reconhecimento da empresa.

Os novos empreendedores são desafiados a estudarem ou a contratarem um profissional de design, para gerir e contribuir no crescimento da marca, do produto, da empresa. Os resultados obtidos, geralmente são positivos, o design, nas suas diferentes especialidades, tem sido um recurso para o desenvolvimento empresarial, afinal “bom design é bom negócio”. Quando dois produtos se encontram imersos no mercado, competindo, o principal factor de diferenciação é o design, uma marca de bolachas só se torna diferente da outra, por causa do da sua embalagem, enquanto não conhecermos o sabor. A dimensão e o perfil de uma empresa é responsabilidade do designer, como pensada na dimensão e na relação com o cliente.

Conforme FAGGIANI (2006) “Após o Wall Street Crash de 1929, o governo americano decidiu fazer de tudo para aumentar o consumo de produtos e assim estimular a economia. Dessa forma, tornou-se fundamental para os designers criarem produtos de forma que sua aparência e aspecto instigassem os consumidores à compra. “ (…) o design, e suas modalidades, são poderosas ferramentas e estratégias de marketing, pois pode fazer com que um artigo sobressaia e pareça tecnicamente” e consequentemente contribuir para o bom desempenho empresarial.

Em 2001, o British Design Council realizou uma pesquisa nacional, com o objectivo de descobrir como o design, a inovação e a criatividade contribuíram em diversas empresas.

Os resultados mostraram a importância que estes tiveram para o desempenho das empresas, o que pode ser visto na tabela abaixo:

 

Aumento da rotatividade51%
Melhor imagem da empresa50%
Aumento dos lucros48%
Aumento do emprego46%
Melhor comunicação com clientes45%
Melhor qualidade de serviços/produtos44%
Aumento da participação no mercado40%
Desenvolvimento de novos produtos40%
Melhor comunicação interna28%
Redução de custos25%

Fonte: DE MOZOTA: 2011

 

“A pesquisa determinou que, na Grã-Bretanha, 76 mil designers trabalham em 4 mil agências de design” DE MOZOTA: 2011

Portanto, parece-nos claro o papel que o design, a inovação e a criatividade tiveram para o desempenho das empresas. Aliás “Raymond Loewy, citado como um dos designers mais importantes do Sec. XX, responsável pelo redesenho da geladeira “Coldspot Super Six”, que teve suas vendas aumentadas em 400%. FAGGIANI: 2006

O papel do design nas empresas é tão preponderante que nenhuma empresa bem sucedida ou que o pretenda não tenha no seu pessoal ou contratado serviços ligados ao design, afinal “O design pode ser usado comi ferramenta politica. Por exemplo, um recente programa da Grã-Bretanha, “Design Against Crime”, buscou o desenvolvimento de pesquisa em design voltada para a prevenção do crime e para a sua redução em empresas britânicas” De Mozota: 2011

O design e suas disciplinas constituem de facto uma área complexa e necessária ao desenvolvimento das instituições e das marcas, o design é o factor crucial na concorrência, factor diferenciador das marcas, constitui a melhor forma de transmissão da identidade e cultura empresarial e por isso uma das principais formas para o seu bom desempenho.

Clique aqui para comentar ( )