Inspirações

O que você precisa entender para começar a mudar?

Fonte: Fotolia

Você já parou para pensar no que você poderia fazer diferente para atingir seus objetivos? Entender seu comportamento e suas causas, pode fazer toda a diferença quando isso vira um hábito.

Muitos “gurus” propõem uma “mudança no mindset” através de “grandes sacadas” e fórmulas mirabolantes que são, em sua grande maioria, metodologias consagradas com uma roupagem moderna e com a “velha fórmula secreta” – ou de lançamento – que promete sucesso para todos àqueles que a fizerem.

O que particularmente me incomoda é o essencialismo da fórmula. Se usa técnicas e conhecimentos válidos como apetrechos meramente customizados para atingir objetivos pífios e de duração curta, fazendo acreditar que, se utilizando de “tal método” terei o sucesso desejado. Sucesso esse que é resignificado socialmente.

Em busca de respostas mais concretas, é importante validar ideias ao mesmo que por em dúvida tudo que lhe é apresentado e, partindo desse principio, cada vez mais estudos voltados à neurociência, psicologia, dentre outras áreas, tentam facilitar a compreensão do comportamento humano.

De maneira simples e direta, CHARLES DUHIGG, após pesquisa com cientistas, psicólogos e diversos outros profissionais escreveu o livro O PODER DO HÁBITO – PORQUE FAZEMOS O QUE FAZEMOS NA VIDA E NOS NEGÓCIOS.

Divulgação: Charles Duhigg

Ressalto que este livro não irá responder todas as perguntas que você pode ter, mas sim, um ponto de partida para entender e transformar sua realidade.

Vamos entender o motiva você agir como age.

É comum sentir dificuldades de mudar, mesmo quando preciso. Isso porque existe um hábito e qualquer alteração gera desconforto, mas o que queremos aqui é compreender como mudar, não é?

Pense comigo: atletas de alto rendimento não realizam sempre grandes proezas. Na verdade eles são produtos de repetições exaustivas e frequentes, a tal ponto que não se raciocina mais. Basicamente as respostas corporais saem no automático. Ao invés de dedicar seu tempo em planejar a ação no momento da execução, eles geram hábitos que visam poupar esforços e tiram o máximo proveito disso.

Assim como os atletas, ao nos deparar com a necessidade de aprender algo novo – seja um idioma, música ou quaisquer habilidades – há um consumo enorme de energia no cérebro. Com a prática, vamos reduzindo esse consumo e funcionando no piloto automático. Dessa forma, geramos uma rotina.

Para entender melhor, vamos dividir em três etapas para loop do hábito. 

Apesar de ser possível dividir cada etapa em outros pontos para uma análise mais profunda, vamos nos concentrar apenas nas etapas a fim de facilitar sua compreensão. Ok?

Vamos usar um exemplo prático para entender cada uma dessas etapas:

GATILHO (MOTIVAÇÃO)

Provavelmente como você, passo diversas horas em frente ao computador, seja desenvolvendo artigos, palestras ou campanhas para alguns clientes. Como produzo melhor à noite, após algumas horas, para continuar produzindo depois de um certo horário (madrugada rsrs), me dirigia a cozinha, pegava 2 litros de Coca-Cola, amendoim ou biscoitos e voltava ao meu setup para trabalhar.

O meu consumo de refrigerante sempre foi muito alto, causando constantes crises de azia. Tentando diversas vezes parar, mas sem sucesso.

Resolvi identificar o que me MOTIVAVA a consumir refrigerante. Percebi que quando sentia sono, a solução que encontrei para continuar trabalhando era tomar refrigerante. Funcionando por todos os motivos que você deve conhecer.

Isso me leva à etapa 2…

ROTINA (REPETIÇÃO)

Sabendo o porquê, eu reduzi meu horário de produção, limitando ele até às 00h. Ou seja, não precisava continuar acordado para produzir, diminuindo o consumo.

Repetindo noite após noite e retirando das refeições diárias, fazendo substituição por água ou suco, (com crises fortes de abstinência, sonhando com um copo de Coca gelado com uma rodela de limão rsrsrs) em 3 meses não sentia mais falta do refrigerante, não só no trabalho, mas no cotidiano.

O resultado? Essa é a etapa 3…

RECOMPENSA (SATISFAÇÃO)

Perdi peso (que recuperei com o consumo de Bacon e Hamburguer: meu próximo objetivo rsrsr) e melhorei a qualidade do meu sono. Com boas noites de repouso, consegui melhor desempenho e até produzir melhor durante o dia.

_______________


Como você pode ver, identificando e aplicando as etapas, a mudança de hábito é pouco a pouco alcançada e, em geral, supera as expectativas e se estende à outras áreas. Valendo para qualquer hábito sendo apenas necessário estar atento a cada etapa.

Você é dono de si e de sua mente. Ao compreender como os hábitos funcionam, dependendo de como irá utilizá-lo, poderá se tornar uma pessoa mais produtiva, mais saudável  e até mais feliz.

E você, qual o hábito que deseja mudar? Compartilhe conosco!

 

 

Clique aqui para comentar ( )