Fotolia

Os 12 Princípios da Animação

Unplash

Fala criativos!

Hoje vamos falar sobre os princípios da animação criados pelos famosos animadores da Disney Frank Thomas and Ollie Johnson no clássico livro “Illusion of Life: Disney Animation” e como eles se aplicam na vida real.

Os GIFs e animação apresentadas são baseados na apresentação de Vicenzo Lodigiani.

1 – Squash and Stretch (Esmagar e esticar)

Um dos princípios mais importantes da animação é a expressão da física de peso e volume em um corpo em movimento. Conseguimos ver essa dinâmica em bolas de borracha picando assim como nos músculos do corpo humano em diversas ações. Um corpo só pode ser sólido em seus movimentos se a pretensão é mostrar que seu material é duro, exemplo: Um robô.

2 – Anticipation (Antecipação)

A antecipação prepara a audiência para um ato que está para ser performado pelo personagem, toda a ação costuma ter movimentos específicos que comunicam a audiência o que irã acontecer. Um exemplo: Personagem dobra os joelhos antes de pular.

3 – Staging (Atuação)

É a apresentação de uma ideia de maneira clara, seja através de técnicas de enquadramento, luz/sombra para deixar o foco no que é importante na narrativa apresentada.

4 – Straight Ahead & Pose to Pose (Direto em frente e pose a pose)

Existem duas técnicas para o desenho de animação tradicional de uma personagem: Direto em frente, quando se desenha todas as poses “morfando” até o final do movimento, é muito usado para demonstrar movimentos de ação. Já o pose a pose é quando desenhamos poses chaves e depois pensamos os seus intervalos, é muito usado quando queremos ficar mais na atuação e dramaticidade do personagem.

5 – Follow Through & Overlapping (Seguir em frente e sobrepor)

Essa é uma maneira interessante de demonstrar as leis da física e princípios da inércia através do movimento, o “seguir em frente” ocorre quando o corpo para seu movimento mas as partes  continuam o seu movimento, exemplo: quando se freia um carro em alta velocidade e quase damos de cara no painel. O “sobrepor” ocorre pelo fato de que em um movimento as ações ocorrem em tempos diferentes, por exemplo quando corremos nosso braços se mexem em tempo diferente de nossas pernas, não são perfeitamente sincronizados.

6 – Slow in & slow out (Acelerar e Desacelerar) 

Em um movimento é muito rotineiro termos mais frames no início e no final do movimento para conseguir gerar um maior realismo, assim os frames intermediários não são tão prevalentes.

7 -Arc (Arco)

Movimentos mecânicos tendem a ser mais retilíneos, porém quando se trata de personagens, nossos membros costumam fazer arcos e parábolas, por isso as trajetórias em arco são muito utilizadas para gerar realismo.

8 – Secondary Action (Ação Secundária)

Para tornar uma cena mais dinâmica é interessante sempre tem uma ação secundária, essa não precisa ser separada do personagem ou objeto em sí, podendo mesmo ser uma parte da roupa que se mexe em movimento separado do corpo.

9 -Timing 

Timing se refere ao tempo de uma ação estar adequado ao seu correspondente de acordo com os regras da física, quanto vemos uma ação com o timing errado ou ela está atrasada ou rápida demais.

10 -Exaggeration (Exágero)

Ao nos basearmos na realidade para gerar ações, expressões e sentimentos, podemos tirar a sutileza de certos gestos e acrescentar o exagero como um recursos facilitador da cena apresentada para o espectador. Precisa, contudo, existir um equilíbrio quando aplicado o exagero em uma cena, para que as ações primárias e secundárias não deixem o foco da cena deslocado.

11 – Solid Drawing (Desenho Sólido)

Significa ter desenhos que funcionem de maneira adequado dentro de um ambiente com perspectiva e profundidade, assim dando volume e peso para a animação. Conseguir colocar um desenho tendo em mente um ambiente tridimensional com luz/sombra é fundamental, mesmo que o resultado seja uma animação 2D.

12 – Appeal (Apelo)

O apelo se refere a gerar carisma nos personagens, ele pode ser tanto um mocinho como um vilão, mas é preciso que ele tenha certo apelo para gerar empatia do público de forma que este fique receptivo ao que será apresentado.

 

 

CONCLUSÃO

Os princípios da animação são fundamentais, mas lembre-se que eles também podem ser flexíveis, saber enxergar elas na natureza do mundo que nos rodeia é um exercício vital para todos que querem seguir uma carreira na animação.

Algo que pode lhe ajudar bastante nos seus estudo e trabalho com animação é ter acesso a um banco de imagens. Pode parecer besteira, mas ter acesso a um banco de imagens pode fazer uma baita diferença na hora de juntar recursos para estudar e criar seus projetos. Seja para estudo ou para trabalho, ter acesso a materiais de qualidade é essencial para a evolução de um profissional criativo.

E o pessoal da Fotolia faz um trabalho magnífico de curadoria de imagens e videos para você ter mais tempo para dedicar-se a seus projetos. Para quem não conhece, o Fotolia é um banco de imagens líder mundial, que dá acesso instantâneo a mais de 62 Milhões de imagens, vetores, ilustrações e videoclipes. Clicando nesse LINK você ganha 20% de desconto em suas compras.

 

 

Clique aqui para comentar ( )