Design

Psicologia das cores no design de interiores

Uma das mais importantes ferramentas que o designer de interiores dispõe é a cor. Pessoas de diferentes culturas respondem à cor de maneiras diferentes, embora não percebamos as cores estimulam fisiologicamente e psicologicamente o usuário do ambiente.

A cor é um importante elemento na concepção espacial do projeto de ambientação, pois visualmente pode alterar as dimensões e formas do espaço, ressaltando ou disfarçando imperfeiçoes arquitetônicas.

Não podemos falar de cor sem mencionar a iluminação, a incidência da luz altera a cor, podemos notar que no decorrer do dia, as cores são vistas e sentidas de formas diferentes, isso por causa da tonalidade e da quantidade e tipo de luz que incidem sobre a cor.

Dentre a infinidade de tonalidades existentes, citaremos as seguintes:

Azul

Cor do céu e do mar, da simpatia, harmonia e fidelidade. Simboliza confiança, responsabilidade, sabedoria, inteligência, fé. Entre as características que nos afetam fisiologicamente, o azul tem efeito calmante, suprime o apetite. Ideal para ambientes de trabalho e salas de reunião, já que ajuda a comunicação e a fala.

Amarelo

A cor mais contraditória. A cor da recreação, diversão, energia, criatividade, felicidade, prosperidade, riqueza. Fisiologicamente, estimula o raciocínio lógico e auxilia na tomada de decisão. Dentre seus aspectos negativos, o amarelo é a cor da fraqueza, da loucura, do ciúme e traição. Quando utilizado excessivamente, essa cor pode ter um efeito perturbador e provocar doenças: ansiedade, nervosismo e estresse.

Vermelho

A cor de todas as paixões do amor ao ódio, da felicidade e do perigo, sendo emocionalmente intensa. Fisiologicamente aumenta o metabolismo, a taxa de respiração e a pressão arterial. Simboliza coragem, força, paixão, energia, desejo, ação. Em outras culturas, como na China e Índia, é a cor da sorte e da pureza.

Violeta

Do púrpura do poder à cor da teologia, da magia, da sensibilidade, espiritualidade, bom gosto e sofisticação. Ajuda a desenvolver a percepção, mas desencoraja o trabalho físico. Fisiologicamente traz tranquilidade e relaxamento para o sistema nervoso, acalma o coração, purifica o sangue e faz a regulação hormonal. Em escritórios e salas de estudos estimula o lado intuitivo.

Verde

Cor da fertilidade, esperança, o verde é a cor mais tranquila e sedativa de todas e tem grande poder de cura. Tem forte correspondência emocional com estabilidade, equilíbrio, harmonia. Está associado a conceitos como natureza, saúde, dinheiro, crescimento, mas também sentimentos como ciúmes e ganância.

Laranja

O laranja é a cor exótica e penetrante, representa determinação, atração, sucesso, entusiasmo, criatividade e convida à comunicação. Fisiologicamente, aumenta o suprimento de oxigênio para o cérebro, estimula a atividade mental e estimula o apetite. Vários restaurantes utilizam variações de laranja como o damasco, o pêssego ou a terracota para promover a interação social e subjetivamente aumentar o apetite dos consumidores.

Branco

A cor feminina da inocência, do bem e dos espíritos. O branco é associado à pureza, luz, sabedoria, paz, higiene, limpeza. Excesso de branco pode causar sentimento de vazio e isolamento. Fisiologicamente, o branco transmite calma, simplicidade. Bastante associado a hospitais, clínicas e ambientes médicos, ele transmite segurança, sensação de esterilidade e eficácia.

Preto

O preto é a cor do poder, da violência e da morte, modernidade, sofisticação, elegância, solidão. Seu uso excessivo pode criar um ambiente negativo e causar alterações de humor e depressão. No ambiente cria a sensação de perspectiva e profundidade, quando inserido no fundo de uma parede diminui a área útil. Para molduras de quadro, galerias ou lojas de arte o preto faz as outras cores se destacarem.

Marrom

Cor do aconchego, o marrom é sólido, seguro, calmo, natureza, rústico, maturidade. Fisiologicamente pode transmitir conforto físico e qualidade, encoraja ordem e organização ou transmite sensação de sujeira e mesquinhez. Ligado às ciências da terra, o marrom está associado a agricultura, ar livre e agropecuária.

Cinza

Cor do tédio, do antiquado e da crueldade, o cinza expressa neutralidade, indiferença e reserva, mas também é a cor da segurança, confiabilidade, modéstia, maturidade, vislumbrando-se por ela a monotonia. Seu excesso no ambiente cria tristeza e pode levar o usuário a uma tendência ao isolamento e à solidão.

Clique aqui para comentar ( )