Design

RETROFIT

Quem nunca pensou em prolongar a vida útil de um objeto ou mesmo revitalizar o espaço de um edifício antigo? Para esse objetivo podemos usar o retrofit.

O retrofit é a conjunção dos termos “retro” oriundo do latim, que significa movimentar-se para trás e de “fit” do inglês, que significa adaptação, ajuste. No final da década de 90 nos Estados Unidos e na Europa, o termo foi utilizado na indústria aeronáutica para se referir as atualizações das aeronaves, com novos e modernos equipamentos disponíveis no mercado.

Assim, retrofit é um processo, que incorpora novas tecnologias e materiais, visando modernizar e atualizar objetos, equipamentos, edificações e espaços considerados ultrapassados ou fora das normas vigentes. Modernização é a palavra com significado conceitual que mais se adequa a esse processo, tornando cada projeto único.

Quando Arquitetura e Design de Interiores utilizam esse processo em fábricas, antigos armazéns e outras edificações por exemplo, o profissional cria e propõe novos conceitos à composição espacial do projeto, conciliando a revitalização de seus espaços internos, conforme as novas necessidades de uso, e reurbanização do seu entorno.

Fachada de depósito em São Paulo, antes do retrofit

Fonte: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2013/10/30/o-melhor-da-arquitetura-2013.htm#fotoNav=25

Interior do depósito, antes do processo de retrofit

Fonte: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2013/10/30/o-melhor-da-arquitetura-2013.htm#fotoNav=26

Fachada do depósito, agora loja de móveis, após retrofit

Fonte: http://estudiotropico.com.br/loja-teo

Interior do depósito, após retrofit, agora loja de móveis em São Paulo

Fonte: http://estudiotropico.com.br/loja-teo

É importante conhecer o estágio de degradação da construção que passará pelo retrofit, e se ela é capaz de suportar a incorporação das tecnologias e processos necessários para sua modernização. Os dados da investigação e diagnóstico dos problemas da edificação nortearão a elaboração da proposta de ações a serem tomadas.

Dependendo da complexidade do projeto e suas necessidades, o orçamento final a curto prazo poderá ser elevado, influenciado pela aplicação de novos materiais, tecnologias, iluminação e hidráulica a ser incorporada, mas a longo prazo tais mudanças oferecem economia.

Em caso de imóveis tombados ou preservados pelo patrimônio público, o retrofit encontra algumas limitações ao sincronizar o edifício aos novos padrões, mas o importante é tentar ser fiel ao projeto original, tanto no emprego dos materiais, quanto na estrutura em si, seja na fachada, telhado ou pintura. Além de revitalizarem a estética original da edificação, valorizam e resgatam sua história e papel dentro da comunidade.

Para os objetos, o processo de retrofit dá uma nova finalidade para estes, além do descarte, e de modo criativo surgem soluções que dão novo visual para as peças. Com um novo revestimento, acabamento, tecnologia e novos elementos adicionados, revelam até novas funções de uso para esse objeto.

Mobiliário da coleção Office + Retrofit criado pela empresa Manerba

Fonte: http://www.sovrappensiero.com/work/office-retrofit/

Fonte: http://www.sovrappensiero.com/work/office-retrofit/

Clique aqui para comentar ( )