Tecnologia

Review Quantum MUV UP

Com a chegada do Quantum MUV UP, o smartphone completa a família MUV, trazendo novidades, e as principais características que o consumidor procura na hora de adquirir um novo smartphone: memórias de armazenamento e RAM superiores, tamanho e qualidade da tela, precisão das câmeras, rapidez de resposta e design diferenciado, aspectos que a marca levou em conta na hora de desenvolver o MUV UP.

Design

Os aparelhos da Quantum não são tão populares ainda, mas conseguem ser mais atraente do que o smartphone mais popular no Brasil. Para manter o seu preço consideravelmente “baixo”, a Quantum opta por matérias mais baratos porem sem tirar a mão da qualidade. O MUV UP é completamente diferente do MUV do ano passado, ele deixou de ser um conceito de design, e passou a ser o design a ser seguido pela marca, tanto que o Quantum Go 2 possui o mesmo design do MUV UP.

Ele possui as laterais feitas em alumínio, e a parte superior e inferior de plástico. Sua traseira possui um revestimento bem peculiar,  se formos comparar com outros modelos disponível no mercado, ela é bem fosca, dando a sensação de estar com uma lixa na mão, mas com o passar do tempo você se acostuma.

A frente dele é bem ampla e possui alguns detalhes chamativos, como o logo da marca na parte inferior da tela, algo que eu particularmente não gosto muito, e um círculo prateado em torno da câmera frontal, e um pequeno flash LED.

TELA

A tela do UP continua com o mesmo tamanho,  5,5 polegadas, nessa geração a Quantum  fez um UP na tela, e trouxe ele com a segunda geração da tecnologia True View, que apesar da resolução HD (1280 x 720) para manter o custo benefício, a tela dele consegue ser melhor que outros modelos do mercado, com cores vivas e o preto intenso(desde que no brilho esteja no automático).

 

Software

Quantum MUV UP é o primeiro da marca a vir com o Android 7.0, embora tenha algumas alterações por parte da Quantum, alguns detalhes lembram muito o android que vem no Quantum FLY. Algumas das pequenas alterações feitas por parte deles incluem a substituições de ícones de aplicativos nativos do Android pelos próprios da Quantum, outra modificação é no menu que vem com o fundo branco. Na minha opinião a mudanças dos ícones fez com que o Android Puro ficasse com uma cara infantil algo que já cometei na análise do Quantum FLY.

Alguns aplicativos da Quantum que já deveriam ser extintos ainda aparecem no MUV UP, por exemplo o aplicativo de música, com um design “ala” Android 2.3 poderia ser facilmente substituído pelo Play Musica que já vem pré-instalado no aparelho e é um ótimo reprodutor.

 

Desempenho

O MUV UP vem com o processador MediaTek MT6753, octa-core rodando a 1.3Ghz, com uma GPU Mali T720 que é “antiguinha”, mas com jogos pesados ela se sai muito bem e não ira de decepcionar. Ele conta com 32 Gb de memória interna e 3GB de memória RAM que se saiu muito bem nos nossos testes mais excessivos, e não apresentou nenhum lag ou travamento durante a transação dos apps.

Na hora de jogar o painel de 5,5 polegadas ajuda e muito na experiência, jogos como Asphat 8, Assassin’s Creed Identify, GTA San Andress entre diversos outros rodam com e com poucas perdas de FPS, alguns momentos ele pode demorar um pouco na hora de carregar alguns jogos mais nada para se preocupar.

Câmera

A câmera do MUV UP possui um sensor de 13MP com uma abertura de f/2.0 que permite produzir imagens com alta definição durante o dia, além de gravar vídeos em 1080p em 30FPS no formato .MP4. Ela não é a melhorar câmera da sua categoria, mas para a sua faixa de preço é esperado esse resultado.

Um dos principais problemas da câmera do MUV UP é o tempo de focar e tirar a foto, em lugares bem iluminados ele até que é bem rápido, mas se a iluminação abaixar só um pouquinho ele começa a demorar muito, com o modo HDR ativo ele demora alguns segundos para que a foto seja capturada, então pode acontecer de que boa parte das fotos fiquem borradas e tremidas. O software da câmera é o mesmo deste o lançamento da marca, sem nenhuma modificação. Como alternativa eu usei o aplicativo de câmera do Google e o resultado foi satisfatório

Câmera frontal

A câmera frontal tem 13 megapixels e conta com uma grande angular de 80 graus perfeita para tirar aquela selfie com seus amigos, além de ser muito boa em ambientes bem iluminados, ela possui um pequeno flash led que ajuda na hora de tirar fotos em ambientes escuros

Bateria

Ele conta com uma bateria de 3,000mAh, algo que já é muito comum de se encontrar em smartphones desse tamanho. A bateria do MUV UP, não houve um grande salto se formos comparar com a bateria da geração anterior que possuía 2800 Mah. Oque me surpreendeu bastante, e que a bateria dele dura o dia todo, mas vale ressaltar que a tela de baixa resolução, o processador MediaTek ajuda nessa tarefa.

Veredito

Deste o dia em que recebi o Quantum MUV, fiquei surpreso com vários aspectos dele, principalmente com a qualidade de sua construção, ele é bem rígido e aguenta algumas quedas sem problemas. Durante o período de teste e conseguiu atender muito bem minhas necessidades, se formos comparar com diversos outros modelos de sua faixa de preço, o MUV UP consegue entregar uma experiência razoavelmente melhor que outros concorrentes diretos.

O único problema que eu tive com o MUV UP, foi o consumo excessivo de bateria quando o bluetooth ficava ligado, teve dias que ele chegou a consumir mais energia que a tela. O MUV UP tem como foco atingir o público jovem que busca câmeras de qualidade e design, se for isso que você procura o MUV UP é uma boa escolha

Clique aqui para comentar ( )