Redes Sociais

Seis dicas para fazer seu negócio bombar no Facebook e Instagram

Num mundo de modernidade líquida, como tão bem definiu o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, nem mesmo dormindo estamos offline. A transformação nas formas de vir a ser acompanham os avanços da tecnologia e concedem novos significados aos laços estabelecidos. Tal mudança de comportamento social reflete diretamente nos interesses e nas formas de consumo da população. Para quem vive de negócios, entender essa nova lógica de ordem mundial é a chave para um empreendimento bem-sucedido… ou não.

De acordo com a diretora de negócios do Facebook Priscyla Laham, essa mudança comportamental sintomática é causada principalmente pela mudança em relação ao que é essencial para nós. Os celulares e smartphones, por exemplo, se tornaram nossos companheiros em todos os momentos.

Hoje, 108 milhões de brasileiros acessam o Facebook por mês, sendo que 92% via dispositivos móveis

No Instagram, o Brasil tem 35 milhões de contas ativas

Não é preciso ser especialista para entender que alcançar o público nesse contexto se tornou um processo ainda mais desafiador. Além dos recursos audiovisuais, o Facebook e Instagram oferecem às marcas a capacidade de segmentação com o poder de mídia de massa. Pensando nisso, Priscyla Laham concedeu uma entrevista ao Facebook para Empresas para mostrar as ferramentas e dicas que as plataformas têm disponíveis para você atingir o seu objetivo de negócio. Confira nas próximas linhas:

Como uma marca pode aumentar sua relevância?

O primeiro aspecto de ser relevante é entender com quem você está falando e, a partir disso, construir uma mensagem de marca e produto que conte uma história para essas pessoas. Se pensarmos em dispositivos móveis, ser relevante toma uma proporção maior que o seu concorrente, já que a marca disputa a atenção das pessoas com conteúdos de amigos e familiares. Nesse aspecto, as marcas têm que pensar em como ser relevante dentro de um ambiente pessoal. Por isso, falar a mesma linguagem que o seu público-alvo é tão importante no digital.

Qual é o melhor caminho para uma comunicação eficaz?

Uma marca tem que pensar onde as pessoas estão conectadas e, hoje, são nos celulares e tablets. Com isso, as imagens são uma boa forma de traduzir a mensagem da sua campanha até porque o nosso cérebro processa imagens 60 mil vezes mais rápido que palavras*. É essencial também investir em vídeo, já que consumo desse formato representa 20% do tempo online. Além disso, a sua marca pode explorar o Facebook Live e 360º.

O que uma marca deve considerar ao realizar anúncios em plataformas de mídia?

Em primeiro lugar, as marcas devem considerar prender a atenção do impactado e, depois, evoluir o seu anúncio de reconhecimento de marca até a conversão. O Facebook e o Instagram são plataformas de negócios e, então, pensamos em como ajudar as marcas a construir todo o processo até a pessoa finalizar uma compra.

Com uma jornada de consumo acontecendo em diversos canais — como celulares, tablets e desktop —, como uma marca pode medir o impacto de mídia no seu negócio?

O fato do consumidor estar com o celular o dia inteiro faz com que ele nunca mais esteja offline, o que altera a ideia de offline e online. Hoje, a pessoa só está offline quando está dormindo. Para um e-commerce ou uma loja física, é importante ter em mente que o consumidor vai decidir onde ele quer comprar de acordo com a necessidade dele. Então, se ele está com o celular o dia todo a única consideração é que a descoberta acontece primeiro no dispositivo móvel, mas a onde a conversão vai rolar é outro leque de decisões. No entanto, as marcas precisam reconhecer que o consumo hoje é multicanal para medir corretamente as suas ações de marketing, não dá para investir só no último clique. O Facebook já traz soluções que permitem realizar métricas em todo o caminho da compra do consumidor. A marca argentina Frávega utilizou a nossa plataforma aliada ao seu objetivo de negócio e conseguiu aumentar em 11% as suas vendas online.

 

Clique aqui para comentar ( )