Soft Skills: habilidades essenciais em um mercado competitivo – Design CultureSoft Skills: habilidades essenciais em um mercado competitivo – Design Culture
Design

Soft Skills: habilidades essenciais em um mercado competitivo

Muito provavelmente você deve ter ouvido diversas dicas sobre como se posicionar em entrevistas. Postura, a roupa ideal, o que falar e o que não falar.

Tudo isso é muito legal, beleza!…. mas, o que realmente empresas e profissionais procuram são outros pontos. E não! Não estou falando de um currículo super preenchido e repleto de títulos (não apenas). Falo de Soft Skills.

Uma das questões que mais abordo é que antes do profissional e de suas competências, existe uma pessoa. Nela encontramos características que a definem e histórias que da mesma forma impactam nas atitudes tomadas a cada instante.

Por isso, intensifico o desenvolvimento de abordagens/intervenções que, além de fomentar a capacidade de gerir projetos, também possam ser capazes de reconhecer e desenvolver competências que são mais importantes do que os títulos e um acumulado de papeis e certificados.

Contudo, para entender a importância de algumas competências, precisamos entender “o que raios” são SKILLS e como elas diferenciam.


Skills, comumente utilizadas em currículos com mais apelo gráfico, são COMPETÊNCIAS/HABILIDADES

 

Para simplificar ainda mais, as skills são divididas em duas gamas:

HARD SKILLS

Aqui encontramos as habilidades que normalmente colocamos em nosso currículo, adquiridas muito possivelmente, através da escola, faculdade, cursos externos ou até mesmo dentro de uma determinada área de trabalho.

Sabe aquele curso de Design Thinking, ou aquele Workshop? Pronto! Estamos falando deles.

Ou seja, são todas tangíveis e quantificáveis.

AGORA, VAMOS PARA O QUE NOS INTERESSA, SOFT SKILLS

Apesar de as pesquisas apontarem que essas são as mais importantes competências a serem desenvolvidas e que a sua ausência é a causa da maioria dos conflitos em ambiente de trabalho, são as menos difundidas.

São habilidades subjetivas que estão diretamente ligadas a inteligência emocional do indivíduo.

Em grande parte, são aprendidas e desenvolvidas nas experiências diárias. Por isso, são as mais difíceis de “maquear”. Apenas com a prática/vivência elas podem ser desenvolvida e seu uso, no atual cenário, são fundamentais para conquista do seu espaço em um mercado cada vez competitivo e que está sofrendo drásticas mudanças.


Mais de 70% das causas de demissão estão relacionadas a problemas de convivência e comportamento, segundo pesquisa que divulguei em um artigo anterior que você pode acessar aqui

Em uma pesquisa realizada Career Builder, com 2.138 gestores de empresas americanas, 77% dos entrevistados afirmam que soft skills são tão importantes quanto habilidades técnicas e 16% acreditam que as habilidades comportamentais são até mais importantes que as técnicas.

Dessa forma, é impossível negar a importância dessas habilidades que irão definir sua permanência e crescimento no mercado de trabalho.

Vamos listar 6 das principais Soft Skills que você precisa ter/desenvolver:

Comunicação eficaz

Não se trata apenas de se comunicar de forma clara, mas sim a capacidade de se comunicar com outros membros de uma equipe.

Normalmente, essa habilidade é relacionada com uma boa lideranc?a e poder de persuasa?o.

Pensamento Criativo

Esse é um assunto interessante. Ser criativo ou ter um pensamento criativo é uma das competências que muitos perdem com o passar da infância até a maturidade.

Digo isso por acreditar que nascemos criativos e aptos a desenvolver soluções. O que acontece é que, pouco a pouco e sistemáticamente, somos “podados”, “educados” à uma forma de pensar, à uma lógica que não se sustenta sem aquilo que foi perdido.

A boa notícia é que isso pode ser recuperado com a prática e será tema de um próximo artigo sobre PROCESSO CRIATIVO.

No mercado, essa habilidade tem como principal fim a geração de ideias, soluções e alternativas efetivas.

Resiliência

Uma das soft skills mais importantes e questionadas, mas que é base para todas as outras.

Resiliência é a capacidade de um corpo voltar ao seu estado anterior após o exercício de força ou modificação da sua estrutura.

Simplificando para nossa realidade, é a capacidade de lidar com problemasse adaptar à mudanças e resistir à pressões, mantendo-se de pé, focado nos seus objetivos.

Não é uma das habilidades mais fáceis e não é construída apenas com motivação. Nela a capacidade de entender a necessidade da falha, da perca, do suor é essencial.

Empatia

A capacidade de se colocar no lugar do outro. De respeitar o outro como a si mesmo. Atender o outro como gostaria de ser atendido e assim por diante.

Simples, não é? Nem um pouco.

Essa compreensão exige um esforço contínuo que é essencial principalmente em cargos de liderança onde facilmente se perde a empatia dando lugar a superioridade presente na hierarquia.

Liderança

Dentre todas as outras, essa é a que mais tem interpretações erradas, ao mesmo que “batidas”.

O líder não nasce líder, se faz com a vivência de todas as outras competências acima

Existem cursos, palestras, workshops que oferecem a fórmula para um bom líder. A verdade é que isso só é possível quando o senso de coletividade se une com a capacidade de assumir responsabilidades. Quando a visão é global, mas a atenção é individual. Esse equilíbrio é o que transformar alguém em um líder.

Ética no trabalho

Para simplificar, ética somos eu e você decidindo o que nós podemos fazer para nos relacionar bem.

No ambiente de trabalho, consiste no cumprimento de regras de convivência que transcendem a moral, o eu.

Desde a forma como se usa a maquina de café até como lida com as estratégias da sua empresa fora dela. Da forma como usa ao banheiro à como se relaciona com cada pessoa, independentemente do sexo e valores individuais.

_____________________________________

E você, consegue encontrar em si essas competências? Tem outras que acha importante desenvolver? Deixe seu comentário e vamos nos desenvolver juntos!

Clique aqui para comentar ( )