Artes

Tipografia vernacular é tema de projeto em SC

Sabe quando você está no supermercado ou na feira e vê um monte de placas desenhadas com o preço e o nome do produto? A gente enxerga aqueles cartazes e não pensa no quanto de trabalho foi empregado naquele simples pedaço de cartolina ou papelão, né? Muitas vezes, pensamos que nem deve dar trabalho em fazê-lo. Só o vemos ali, pronto para nos informar o quanto vamos gastar naquele alface ou naquele quilo de carne moída.

O professor de Design Gráfico e Publicidade, Rafael Hoffmann, e a social media e estudante de Publicidade, Nicole Castro, prestaram muita atenção no trabalho de quem desenvolve tipografia vernacular e resolveram ousar: o projeto “Pintores de Letras” surgiu com o objetivo de resgatar a importância da profissão de pintores de fachadas, muros, faixas e cartazes, como esses de supermercado, e inseri-los no cenário da comunicação, design e publicidade.

A ideia é realizar o projeto no Sul de Santa Catarina, por conta dos obstáculos logísticos. Mas para que o “Pintores de Letras” não fique limitado a essas regiões, a dupla irá realizar diversas ações, como exposições fotográficas itinerantes, produções científicas e um documentário sobre a profissão, entrevistando trabalhadores, contratantes e historiadores, além de mostrar o processo produtivo e as dificuldades que circundam o ofício.

Neste momento, “Pintores de Letras”, que teve início no fim de 2016, está em fase de captação de recursos. “Como o projeto é independente, estamos buscando apoio e patrocínio para viabilizar as exposições fotográficas e a produção do documentário”, conta Rafael Hoffmann. A previsão é lançar o documentário em dezembro deste ano a partir de uma exibição pública.

“Pintores de Letras” possui três cotas de patrocínio para empresas ou pessoas que tenham interesse em investir na preservação da cultura popular. Para mais informações, acesse o site http://www.pintoresdeletras.com.br/ ou o documento do projeto no link: http://bit.ly/projeto_pintores.

Sobre a Tipografia Vernacular

A tipografia vernacular é a arte gráfica de compor caracteres feita por profissionais que não possuem o conhecimento formal e acadêmico do design e da publicidade. Desta forma, suas produções são baseadas naquilo que moldam suas bagagens culturais ou até mesmo por regras que fazem o ofício de pintores de letras. Ver também Design Vernacular.

As pinturas de fachadas, muros e cartazes já foram fundamentais para a concepção de cidade e até hoje são consideradas marcas do pluralismo cultural dos centros urbanos. Entretanto, com o advento de técnicas e ferramentas digitais na comunicação visual, além do barateamento do custo de produção, o ofício de pintor vem cada vez mais caíndo em esquecimento. Muitas vezes seus trabalhos são vistos de forma subalterna e até como vandalismo, se formos fazer uma referência à arte chamada pelos leigos de “pichação”.

Confira algumas imagens representativas da tipografica vernacular:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Clique aqui para comentar ( )