Design

Três projectos de design socialmente úteis e inovadores

A produção de projectos de design concebidos são concebidos olhando para o Homem, respeitando seus limites e como estender possibilidades, procurando condições para que seus problemas de diferentes níveis sejam resolvidos. O processo de design de um artefacto envolve conhecimentos de variada ordem, e necessidade de cruzamento entre várias disciplinas. É preciso apostar na inovação, no desenvolvimento de novas tecnologias, olhando para especificidades concretas que cada projecto exige. A inovação permite a atribuição de novos significados a projectos socialmente úteis e necessários, procurando quebrar padrões e paradigmas.

É quase sempre necessário inovar em design, introduzir um diferencial, uma nova abordagem dos problemas, é necessário quebrar conceitos anteriores e pensar no futuro, pensar em possibilidades. A baixo apresentamos alguns dos mais interessantes projectos de design, inovadores e socialmente úteis.

 

Abrigo de cartão desdobrável para moradores de rua

Um projecto da autoria de Tina Hevespian, o projecto foi desenvolvido com objectivo “fornecer um abrigo portátil e temporário para as pessoas que vivem na rua, enquanto estas são inserida em programas de habitação e de reinserção social”. Um projecto feito de papel reciclado, o abrigo instantâneo fornece privacidade e segurança para aqueles que não têm nenhuma. É um produto resistente à água e ao fogo, e reciclável. Pode ser montado por duas pessoas em 30 segundos. Depois de usado, pode ser espalmado novamente e guardado ou carregado com facilidade.

             

 

Bibliobath – Livros à prova de água para ler no banho

A Bibliobath é uma ideia brilhante criada por uma empresa holandesa formada pelo casal Jasper Jansen e Wing Weng. Permitindo que livros sejam lidos no banho, podendo ser imersos em água sem estraga-los. “A ideia surgiu de uma dificuldade recorrente, ao serem os dois fãs de um relaxante banho de imersão na companhia de um livro: “O que nos ajuda a relaxar é um banho de imersão quente, desligar os telefones e mergulhar num bom livro. Mas água e papel não são uma boa combinação e um iPad numa película de plástico não resulta connosco. Nós queremos ler, não usar o dedo num ecrã para passar páginas. É por isto que estamos a criar versões à prova de água de grandes obras da literatura e poesia.”

 

Bookniture – Livro – banco

Criado pelo designer japonês Mike Mak, o Bookniture, um livro que, quando se abre, se transforma numa pequena mesa de apoio ou num banco desdobrável é feito de cartão que pode sustentar até 170 quilos e é resistente à água, e pode caber em qualquer prateleira.

De acordo com o site da Bookniture, a ideia surgiu quando o designer se confrontou com o problema de quem passa a vida a receber amigos em casa: o de não haver bancos ou mesas para todos. Mike vive e trabalha num espaço pequeno e foi pensando nesse facto que pensou na ideia de um livro que pode se transformar num banco.

 

Fonte: www.quantasideiascabemnumaideia.com

Clique aqui para comentar ( )