O vencedor do prêmio ‘ouro’ na A’Design Award e nossa entrevista

Olá, pessoas!

Hoje o nosso papo é com o Tiago Versalles, um dos poucos brasileiros que conquistou um dos prêmios mais cobiçados da A’Design Award. Fizemos uma curta e bem interessante entrevista com ele sobre o seu trabalho e carreira. Dá uma conferida aí!

1 – O que você sente ao ser um dos poucos designers que conquistou o OURO no A’Design Award & Competition? Qual a sensação que um prêmio como esse impacta na sua vida?

O que eu sinto é bem surreal, a ficha ainda não caiu. Tem momentos que estou com um sorriso no rosto do nada…

Eu fico entrando no sistema interno do A’Design Award todo dia para conferir novamente e acreditar que realmente ganhei ‘Ouro’ na categoria Design Gráfico, na premiação de design mais importante do mundo. Pois outros grandes designers que admiro, ou acompanho na área atualmente, ganharam nessa mesma categoria, mas com classificação prata, bronze ou ferro, então eu não estava mesmo esperando que meu projeto fosse levar ‘Ouro’. Eu estou muitíssimo feliz com esse resultado, pois apesar da minha bagagem atual, só me considero designer mesmo dos últimos dois anos para cá (a partir de 2019).

Além de felicidade, eu sinto muita gratidão pelo Pedro Panetto e pelo Dalmir Junior do blog Designers Brasileiros. Os dois se uniram e criaram um concurso de Redesign para comemorar os 10 anos do blog Designers Brasileiros.

O meu projeto foi o vencedor desse concurso nacional e isso me classificou para ser levado para a “etapa internacional”, no A’Design Award. Se não fosse pela iniciativa deles e pela confiança deles em meu projeto, eu não estaria aqui hoje. O impacto desse prêmio na minha vida é muito grande, pois é muito louco você ser percebido internacionalmente pelo seu trabalho. Ainda estou assimilando, mas muitíssimo feliz.

2 – O seu projeto é bem icônico e marcante, o que você precisou dominar pra chegar num objetivo desse? Quais as técnicas e metodologias que você aplicou?

Na faculdade de Design Gráfico (Cruzeiro do Sul) eu aprendi sobre metodologia de projeto e sobre proporção áurea. Então fui pesquisar mais sobre os temas e conheci o Pedro Panetto, com quem fiz 2 cursos.

O primeiro curso foi o de proporção áurea aplicada ao design, pois eu queria entender ainda mais sobre esse tema fascinante. No curso (2020), eu lembro que o Pedro falou que dentre as várias formas de se aplicar a proporção áurea, havia uma inédita, nunca usada antes, pelo que se tinha conhecimento: “O retângulo áureo ao quadrado”.

Eu gostei disso e decidi estudar melhor essa técnica para que a nova marca do Designers Brasileiros tivesse algo de inovador, único e icônico. Então trabalhei com a técnica inédita do “retângulo áureo ao quadrado” e acho que isso foi percebido pelos jurados e juradas do A’design Award.

O segundo curso que fiz com o Pedro foi o de Design de marca, pois eu queria me aprofundar na metodologia de projeto que havia aprendido na faculdade. E estou convicto de que trabalhar com metodologia de projeto aliada à proporção áurea faz toda a diferença. Acredito que Design é pensar projetualmente para se solucionar algo, e o pensamento projetual em proporção áurea eleva o nível do seu trabalho significativamente.

Dentro da metodologia, eu cheguei em um ponto que ficou decidido que a marca deveria ter uma “brasilidade”, mas sem ser institucional com o tradicional verde, amarelo e azul. Nas minhas pesquisas eu encontrei uma forma da marca ser bem brasileira, mas de forma inovadora, e foi nesse ponto que o tucano entrou no conceito da marca como um ‘dispersador de sementes’ – que simbolizava o Blog Designers Brasileiros como dispersador de conhecimento.

Com o tucano também veio a cor coral do seu bico, que deu uma dinâmica cromática muito interessante à marca. Essa conceituação da marca é muito forte e acredito que também por isso o resultado foi tão icônico. Por fim, unir em um símbolo referências como a nossa fauna, a nossa arte (Athos Bulcão e Di Cavalcanti), as nossas cores e organizar todas elas em proporção áurea foi o que tornou essa projeto visualmente tão especial.

3 – Sabemos que o design brasileiro é considerado um dos mais criativos do mundo. Como você enxerga o design brasileiro visto lá fora? Com mais um prêmio Ouro pra o Brasil, como você enxerga a percepção do público sobre o que fazemos aqui?

Eu moro no Brasil, no meio de uma reserva de Mata Atlântica, e isso é fonte de muita inspiração para mim. Eu acredito que o Brasil é visto lá fora de forma muito positiva quando estamos falando em biodiversidade e natureza, e expressar nossa identidade natural de forma criativa no design sempre é bem-visto.

Nós somos realmente muito criativos e temos muitos talentos anônimos, mas aos poucos isso vai sendo cada vez mais percebido pelo mundo e esse Ouro pode ser um sinal disso. Nosso potencial é tão grande quanto o do nosso país e com a internet as fronteiras geográficas estão sendo expandidas diariamente e o desing brasileiro está alcançando cada vez mais espaço.

Teve, inclusive, um toque criativo que dei a esse projeto que foi criar uma variação secreta da marca, onde o símbolo se torna uma arara azul. Acredito que esses detalhes diferenciam o design brasileiro.

4 – Qual tipo de visibilidade um projeto como esse causou na sua carreira? Como tem sido o feedback, especialmente agora que você ganhou esse prêmio?

A visibilidade do projeto está se convertendo em reconhecimento profissional, principalmente dos designers. Eu sempre gostei de valorizar o trabalho de outros(as) designers, sempre comentei e sempre prestigiei, mas nos últimos meses as pessoas se sentem realmente felizes quando são “notadas” por mim, só que eu sempre as notei…é engraçado.

Do ponto de vista dos clientes, eles ficaram muito felizes com esse prêmio, pois agora o designer que projetou as marcas deles é “o Tiago Versalles” que foi premiado internacionalmente. Os clientes ficam orgulhos que a marca deles foram feitas por mim, com isso eles me indicam para novos clientes e a minha agenda segue cheia. É realmente muito gratificante.

6 – Quais são os planos para o futuro? O que podemos esperar da sua carreira daqui pra frente?

Para o futuro eu estou aposentando meu nome como designer (Tiago Versalles), pois estou abrindo o Studio Designerverso, no qual já venho trabalhando com outros(as) designers premiados(as) nacionalmente. Além do Studio, o Designerverso continua com a nossa premiação nacional de design: O Designerverso Brand Awards – no qual 100 projetos de design de marca são premiados e publicados em nossa BrandBox.

O Designerverso também está iniciando no YouTube com conteúdos sobre design, arte, branding e mercado criativo. Então, o meu futuro profissional será focado em tudo que diz respeito ao Designerverso.

__

Tiago Versalles

Criador do Designerverso, mas profissionalmente adotei o nome Tiago Versalles há uns 12 anos, pois gostava de fazer artes gráficas na época e as assinava assim, inclusive algumas podem ser encontradas na galeria virtual Urban Arts até hoje. Eu estudei publicidade e propaganda e depois marketing, pois sentia que minha área de atuação era na comunicação, e foi na comunicação visual que me encontrei, ou seja, no Design Gráfico, onde tenho formação.

Antes de me encontrar profissionalmente, mais especificamente no design de marca (e isso demorou), eu havia trabalhado como diretor de arte na área publicitária (2012-2014). Depois tive uma marca própria de moda masculina com minha mãe (onde tudo era criado, modelado e produzido em nosso ateliê, em Recife), mas isso foi na época que eu tinha mais afinidade com o design de moda (2015-2018).

Também já trabalhei com impressão 3d (2018), pois sempre fui apaixonado por inovação e criatividade, mas foi para o design gráfico que voltei em 2019 cheio de bagagem, onde pretendo continuar daqui para frente.

__

Mais do seu trabalho >>https://www.behance.net/tiagoversalles

Related posts

LG lança Monitor Ultra UHD 4K de 32 polegadas no Brasil

Dengo Chocolates lança primeira trufa com embalagem zero plástico do mercado

A’ Design Awards & Competition – Vencedores