Cinema e Séries

A magia do easter egg

www.shutterstock.com

Como já dito em um dos artigos anteriores, um profissional de criação deve ter referências consistentes para usar como ferramentas na hora de criar algo novo, seja no design, na arte ou nas obras cinematográficas.

O mais interessante disso tudo é que alguns criativos começaram a trazer suas referências em formato de surpresas dentro de seus filmes, quase como uma homenagem para obras que vieram antes, essa ação possui o nome de easter egg.

Como o próprio nome sugere, é quase como se fosse uma busca tradicional aos ovos de páscoa, porém nesse caso o público substitui essas guloseimas pelas referências que são escondidas dentro de um filme.

Muitas obras na história do cinema brincam com isso, mas talvez seja os animadores da Disney que mais colocam easter eggs dentro de seus longas, um exemplo disso é na animação Hércules de 1997, em uma das cenas do filme vemos Hércules voltar de um dos seus 12 trabalhos que tinha como objetivo matar o Leão de Nemeia, o herói aparece vestindo a pele do seu mais recente inimigo, que por acaso é nada mais nada menos que Scar, vilão do filme O Rei Leão de 1994.

Hércules com Scar (Foto: www.culturacolectiva.com)

Outra animação do estúdio que também faz essa brincadeira é Aladdin de 1992, onde em determinado momento do longa o Gênio está explicando para Aladdin como é sua maldição, Aladdin comovido com a história promete que vai libertá-lo no final de sua jornada, o Gênio desconfiado dessa atitude transforma o seu rosto no personagem Pinocchio com nariz crescendo, referência ao Pinocchio de 1940 .

Os criativos do estúdio da Pixar também utilizam muitos easter eggs, até por admiração a essa prática dos animadores da velha guarda da Disney, eles usam e abusam dessa brincadeira.

Talvez a bola de borracha amarela com uma estrela vermelha no centro seja a referência mais famosa, ela surgiu no curta Luxo Jr. de 1986 e está presente na maioria dos filmes do estúdio, desde Toy Story até filmes como Monstros S.A., Os Incríveis e Up – Altas Aventuras.

Esculturas da Luxo Jr. e sua bola no jardim da Pixar (Foto: www.allfortheboys.com)

Outro easter egg que sempre presenciamos é o famoso caminhão da Pizza Planet que surgiu em Toy Story de 1995 e está presente em filmes como Vida de Inseto, Carros e Valente.

Podemos listar muitas outras referências da Pixar e até mesmo a teoria dos filmes terem ligação um com os outros, mas isso é assunto para outro artigo.

É importante dizer também que isso não acontece apenas nas animações, recentemente no filme O Rei do Show notamos um easter egg em uma das artes apresentadas no filme, essa arte faz referência ao Wolverine, personagem que o ator Hugh Jackman (que é o protagonista deste longa) interpretou durante anos de sua carreira.

Mas será que podemos usar easter egg em nossos projetos de design?

Claro que sim!

Mas devemos tomar muito cuidado, pois quando falamos de design, estamos falando de um objetivo bem alinhado com seu propósito. Uma obra artística também possui um objetivo, porém pode ser interpretada de várias formas, é diferente do design que não pode desviar de sua função para qual foi desenvolvido.

O uso do easter egg é pra causar mais identificação com o seu público, realmente é um presente para quem é fã de uma determinada obra, ainda mais se tiver ligação com aquele filme que está sendo assistido naquele momento.

Tenho certeza que ele sendo utilizado em um projeto de design com essa mesma ideologia vai enriquecer o projeto, desde que não venha causar ruídos em sua comunicação.

Clique aqui para comentar ( )