Design

Adobe + Allegorithmic + Blender: o que era bom, agora ficou melhor e mais prático.

A Adobe adquiriu a Allegorithimic e agora se torna doadora da Blender Foundation. Saiba o que esperar dessa nova união.

Seja você um profissional do 3D ou um entusiasta como eu, a notícia da compra da Allegorithmic, a empresa francesa detentora das ferramentas Substance, pela Adobe já deve ter sido empolgante. Estamos falando da empresa detentora do maior share sobre softwares de design comprando a empresa com as ferramentas de texturas mais usadas pelos maiores desenvolvedores de jogos e de algumas grandes franquias de Hollywood. Agora, imagine quando a Adobe resolve investir no maior software gratuito de desenvolvimento em 3D? Pois foi o que aconteceu no último mês! A Adobe se uniu como doadora à Blender Foundation, e já chegou lançando alguns plugins. Mas o que isso significa para o mercado?

Não, a Adobe não comprou o Blender, como muita gente disse por aí! A Adobe apenas uniu-se a outras gigantes como AWS (Amazon), Epic Games, Nvidia, Unity, AMD, Facebook, Microsoft, Google, Tangent, e ufa… “n” outras gigantes do mercado que viram o potencial que o Blender tem e o share que está atingindo. Trata-se de uma iniciativa para fomentar o mercado, e proporcionar o desenvolvimento de uma ferramenta que já possui um grande potencial e que a cada dia conquista uma base ainda maior de usuários!

Para os desatentos, a Allegorithimic, detentora dos softwares de texturas Substance, foi comprada pela Adobe há alguns meses atrás. Segundo o gerente de produtos do Substance Painter, Jérémie Noguer: “Não foi sobre o dinheiro (em si) mas sobre ter recursos para construir as ferramentas grandiosas que podemos fazer”. Bem, isso faz sentido, já que assim a empresa passa a fazer parte de uma empresa gigante multinacional e referência em softwares de design. Com isso, os softwares agora fazem parte do recém lançado pacote Adobe Substance 3D Collection.

Agora, seja como uma estratégia de disseminação de suas ferramentas, ou para fomentar o desenvolvimento do Blender, a Adobe usou uma tática vencedora. Ao se tornar uma doadora da Blender Foundation, a Adobe lançou os addons para o uso paramétrico das texturas criadas nos softwares Adobe Substance. Isso implica em dizer que todos os parâmetros de materiais podem ser controlados diretamente de dentro do Blender, encurtando e facilitando fluxo de trabalho com o uso de materiais criados nas soluções Adobe Substance.

Em termos de fluxo de trabalho, isso equivale a dizer que, uma vez criado os materiais dentro dos softwares Substance, basta importá-los e usá-los dentro do Blender, ajustando os parâmetros para que os materiais se adequem à sua necessidade. E cara… isso é um ganho gigantesco para todos.

Entendam, não estou dizendo que os softwares da Adobe para modelagem não são bons, ao contrário, são soluções bem legais. No entanto, o Blender tem uma massa de usuários substancial, com uma estrutura para modelagem fantástica! Some isso à excelência da Adobe no que tange à designs e texturas, e padrões, e cores… ahhhh… isso é inegável, e aos familiarizados com o poder das ferramentas Substance para a criação de materiais foto realistas, poxa… isso é uma combinação que só tem o que dar certo.

Particularmente estou ansioso para ver o que pode surgir dessa união, ainda mais com o Blender 3.0 prestes a ser lançado. Será a primeira grande mudança de versão em 21 anos. Sim… a série 2.x do Blender já está aí à todo esse tempo! O fato é que a Blender Foundation também está à toda, com planejamento de versões até o ano de 2025.

E você? O que espera dessa união?

Clique aqui para comentar ( )