Design

Coca-Cola apresenta sua primeira garrafa feita 100% de papel.

Fonte: The Coca-Cola Company

A Coca-Cola acaba de apresentar o primeiro protótipo de sua garrafa feita 100% de papel. Este projeto está em andamento em parceria com a Paboco, startup dinamarquesa mundialmente conhecida por desenvolver garrafas de papel. A Paboco é criadora da Paper Bottle Community, onde junto com dois especialistas em embalagens, Billerudkorsnäs e Alpla, apresenta alternativas sustentáveis às embalagens de plástico, principalmente usando papel de fontes sustentáveis na composição da garrafa.

Stijn Franassen, gerente de Inovação de Embalagem da multinacional, diz que o protótipo “ainda consiste em um invólucro de papel, com uma tampa e um revestimento de plástico.” Mas a ideia é criar uma garrafa que possa ser reciclada como qualquer outro tipo de papel.

Para isto, eles precisam encontrar uma solução a fim de eliminar o plástico do revestimento e da tampa. Além disso, a companhia precisa saber como a garrafa se comporta na geladeira e por quando tempo ela protege a bebida em seu interior. A novidade foi anunciada por meio de um vídeo de 30 segundos publicado pela Coca-Cola. Não há informações sobre as novas garrafas da Coca-Cola será lançada no mercado.

Componentes da garrafa da Paboco

Fonte: Paboco
  1. Uma barreira de base biológica que resiste à transmissão de vapor d’água e oxigênio. Uso de materiais que incentivam a reciclagem e, no futuro, projetados para se degradar sem causar danos se colocados acidentalmente na natureza.
  2. Um processo de produção eficiente e robusto com saída significativa que é atraente comercialmente e de forma sustentável.
  3. Impressão direta digital de tinta sustentável ou gravação a laser para minimizar o uso de material.
  4. Uma tecnologia de base de garrafa proprietária que usa as propriedades da fibra para permanecer intacta quando exposta a alta pressão.
  5. Uma tampa feita a partir de um composto de bio ou apenas papel puro tethered.
  6. Uma mistura de fibras – fibras nórdicas fortes de origem sustentável, desenvolvidas para conter bebidas carbonatadas e ainda assim ter uma bela aparência.
  7. Moldagem 3D de celulose de fibras à base de madeira com detalhes de design incríveis e precisão que mostram a beleza do papel.
  8. Conectividade móvel para engajar os consumidores a entender e garantir uma vida após a morte.

Qual é o problema do plástico?

Na última quinta (5), a Fundação Ellen MacArthur e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) publicaram seu segundo relatório anual de Progresso da Nova Economia do Plástico. Neste relatório encontramos dados bem detalhados sobre o progresso de empresas públicas e privadas. Apesar de termos uma boa notícia com este relatório como o aumento da incorporação de conteúdo reciclado em embalagens plásticas e redução do uso de materiais problemáticos como embalagens de PS e PVC, pigmentos negros de carbono indetectáveis e sacos e palhinhas de plástico de uso único, este progresso ainda é bem pequeno e lento. Alguns projetos ainda está concentrados apenas nos materiais e nos formatos da embalagens, quando que o que precisamos é que seja pensado no produto como um todo, desde o projeto até o descarte do mesmo.

Em relação às garrafas plásticas, segundo a ONU “em todo o mundo, um milhão de garrafas plásticas de bebida são compradas a cada minuto, enquanto até 5 milhões de sacolas plásticas descartáveis são usadas no mundo todo a cada ano”. A ótima notícia é que grandes empresas, além da Coca-Cola, já estão projetando novas embalagens com baixo impacto, em parceria com a Paboco. Abaixo você terá mais informações sobre estes projetos.

Outros projetos da Paboco

Além da garrafa da Coca-cola, a Paboco já tem outros projetos em andamento para grandes empresas como a Absolut, Carlsberg, L’Oreal e Diageo.

Whisky Johnnie Walker – Diageo

Fonte: Diageo

A Diageo, uma das maiores empresas de bebidas do mundo e dona das marcas Johnie Walker, Ypióca e Tanqueray, apresentou as novas garrafas do whisky Johnnie Walker que serão desenvolvidas pela Paboco, a mesma startup que está desenvolvendo as novas garrafas para a Coca-cola. As garrafas da Diageo serão produzidas com papel de “madeira de fonte sustentável” a partir do ano que vem, tornando a garrafa totalmente sustentável.

Esta iniciativa faz parte da estratégia de longo prazo da Diageo para melhorar a sua pegada de carbono e seu impacto ambiental em geral. Ainda neste ano, a empresa anunciou outras medidas sustentáveis como construir uma destilaria de uísque neutra de carbono e o uso de garrafas plásticas recicladas para o 7 Crown American Whiskey da Seagram.

Absolut Vodka e Absolut Mixt – The Absolut Company (TAC)

Fonte: TAC

Neste mês, a fabricante de vodca The Absolut Company (TAC) iniciou os testes com garrafas de papel para utilizar em seus produtos. O objetivo é tornar a empresa cada vez mais sustentável.

Os protótipos recicláveis são produzidos com 57% de papel e 43% de plástico reciclado. Inicialmente, as garrafas serão lançadas no Reino Unido e na Suécia com dois produtos, Absolut Vodka e Absolut Mixt, bebida de fritas à base de vodca. Caso este produto tenha êxito, a TAC intrpduzirá no mercado uma garrafa totalmente biológica, que é o seu objetivo final.

La Roche-Posay e Kiehl – L’Oreal

Fonte: L’Oreal

A L’Oreal sempre buscou reduzir a sua pegada ambiental em seus produtos. Como membro pioneiro da Paboco, espera comercializar as primeiras garrafas aos consumidores em 2021, utilizando as marcas La Roche-Posay e Kiehl. Esta iniciativa contribui com o programa de sustentabilidade da empresa, que aderiu, também, a economia circular.

“Se quisermos acelerar a transformação sustentável de nossa indústria, a colaboração com outros fabricantes e fornecedores especializados é essencial para encontrar soluções inovadoras e implantá-las em grande escala. A garrafa de papel é uma grande oportunidade para o desenvolvimento de soluções de embalagem mais sustentáveis e, desde o início da colaboração, estávamos muito empenhados em colocar em prática esse grande avanço no setor de cosméticos ”, disse Philippe Thuvien, Diretor de Embalagem e Desenvolvimento da o Grupo L’Oréal.

Cerveja Carlsberg

Fonte: Carlsberg

Neste ano, também, a gigante dinamarquesa de cerveja Carlsberg apresentou a primeira garrafa de papel para cerveja do mundo feita com fibras de madeira recicláveis e sustentáveis de origem 100% biológicas. Este projeto faz parte da iniciativa Together Towards Zero da Carlsberg, que introduz um compromisso de alcançar zero emissões de carbono e uma redução de 30% em sua “pegada de carbono da cadeia de valor total” até 2030.

Segundo ao site Catalasi, a cervejaria apresentou dois protótipos para sua garrafa de fibra verde. Ambos são feitos de fibras de madeira de origem sustentável e possuem uma “barreira interna”, permitindo que a garrafa retenha a cerveja. Um deles usa uma barreira fina de filme de polímero PET reciclado, enquanto o outro possui uma barreira de filme de polímero de PEF de base biológica.

Vimos muitas ações positivas, mas a verdade é que todos nós precisamos fazer mais.

Além das ações inovadoras de grandes empresas, nós podemos fazer a nossa parte. Podemos pedir aos restaurantes que frequentamos para pararem de usar canudos plásticos, trazer nossa própria caneca de café para o trabalho, pressionar as autoridades locais para melhorar a forma como gerenciam os resíduos da cidade, parar de utilizar sacolas plásticas… as atitudes são infinitas.

Claro que salvar o planeta não é tão fácil. Mas se estivermos juntos contra este problema, podemos vencer! Vamos torcer (e estudar) para termos mais projetos inovadores e sustentáveis! Até a próxima!

Clique aqui para comentar ( )