Design

Como Designers podem apoiar o feminismo com seu trabalho

O design sempre teve um papel político importante, com enorme potencial de transformação social. Sua ligação com o feminismo também é histórica: grandes peças artísticas marcaram o movimento e abriram novas perspectivas. Esta ligação passa também pela arte urbana e pelo design de moda. Mas, ainda hoje, muitos se perguntam como utilizar o trabalho para apoiar esta causa. Veja algumas maneiras de contribuir:

Transforme ideias em imagens

Todos sabem que as imagens chamam muito mais atenção do que os textos nas redes sociais. Por conta disso, o profissional do design pode ter um papel fundamental na disseminação de ideias feministas. Leia e pesquise sobre o assunto. Quando encontrar algum texto, frase ou ideia que valha a pena ser disseminado, aproveite e crie uma peça gráfica em cima disso. Você estará ajudando a espalhar as ideias e atingir mais pessoas. Depois, envie sua arte para páginas e perfis relacionados ao tema, aumentando ainda mais o potencial informativo.

Ajude artistas e empreendedoras

O design também tem potencial para ajudar na divulgação do trabalho de mulheres. O feminismo também é a luta por espaços historicamente masculinos, como o mundo dos negócios e das artes. Então, ao ver uma mulher iniciando um empreendimento ou uma carreira artística, ofereça a sua ajuda como designer. O design ativista pode ir muito além da propagação de ideias, atingindo também este papel mais funcional.

Apesar de serem maioria na população brasileira, as mulheres correspondem a apenas 34% dos donos de empresas. Porém, graças a redes de contato e fortalecimento feminino, isso pode mudar. Segundo um levantamento do portal UniversoDelas, o número de buscas na internet por empreendimentos liderados por mulheres vem crescendo nos últimos anos. Isso aumenta a importância do design, que pode ajudar a alavancar esses negócios. 

Divulgue o trabalho de designers mulheres

O mundo da publicidade e do design ainda é muito machista. Prova disso é que os papéis de liderança criativa nas agências são majoritariamente masculinos. Para ajudar a reverter este quadro, é fundamental divulgar o trabalho de mulheres criativas, compartilhando suas artes e fortalecendo o trabalho.

Outra boa atitude de luta para mudar este panorama é a união das profissionais locais. Se a sua cidade ainda não conta com um grupo de designers mulheres, faça uma convocação. Se já possui, entre no grupo e participe dos encontros. A troca de experiências é um fator chave para a cooperação e transformação.

Desconstrua estereótipos

Muitas vezes o design acaba reproduzindo estereótipos femininos históricos que são totalmente machistas. Isto já começa na escolha das cores e vai até a representação feminina na arte gráfica. Para desconstruir e ressignificar essas representações, é necessário conhecer toda a história envolvida e entender como o design termina por espelhar a sociedade machista.

Clique aqui para comentar ( )