Design

Conheça a nova marca do Governo Bolsonaro

Nesta sexta-feira (4), foi anunciada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro, a nova marca do Governo Federal, produzida pela SECOM (Secretaria Especial de Comunicação Social). O logotipo foi lançado exclusivamente pelas redes sociais através de um vídeo publicado pelo próprio presidente. Em nota, o Palácio do Planalto afirmou que houve uma economia de 1,4 milhão para os cofres públicos, já que a marca não foi divulgada nos canais de TV.

O objetivo da matéria de hoje é analisar a marca atual para saber se ela é um “monstro” como muitos a intitulam ou se estamos equivocados quanto a sua construção e todo o resto. Então vamos lá!

Sobre as marcas do Governo Federal

Sempre quando um presidente inicia o seu novo mandato, as marcas do Governo Federal são reformuladas para sinalizar aquele momento de “profunda mudança” no país. E não há dúvidas que o conceito central delas é refletir os ideais de seus governantes, correto? Veja abaixo as marcas anteriores.

Sobre a marca atual

Houve muitas discussões sobre a nova marca nas redes sociais. Principalmente porque a marca parece ter uma certa incoerência com a personalidade do novo presidente.

Sobre a tipografia

A tipografia escolhida é bem mais fina, comparada com as tipografias das marcas anteriores. Nem precisamos falar sobre o peso das palavras “Governo Federal”. Se esta marca for aplicada em pequenas proporções, esse texto irá sumir. O manual da marca ainda não foi publicado então podemos supor que, talvez, uma das regras definidas será que quando a marca for aplicada em pequenos tamanhos, o texto “Governo Federal” será retirado. Já fica aqui uma dica para a SECOM.

Quanto ao símbolo

Aqui vai um conselho: tome muito cuidado com ambiguidades. Muitos na internet relataram ver no símbolo uma nação dividida já que há um corte bem no meio. Em outros casos, foi visto uma linha ascendente que aparenta representar o crescimento da nação. E ainda temos a bandeira nacional cortada pela metade representando o nascer do Sol, a nova era do país. Essa ambiguidade é em parte resolvida pela animação, como foi mostrado no vídeo. Mas temos que lembrar que uma marca deve funcionar em qualquer que seja a aplicação. Ela deve estar pronta para ser aplicada em grandes e pequenas proporções, sem que isso interfira em seu conceito. Contudo, neste símbolo há uma série de problemas. O círculo da bandeira não está alinhado fora que terão trabalho para simplificar as cores devido ao gradiente aplicado.

Quanto as cores

A marca atual preferiu evidenciar o verde, remetendo à natureza. Nos logotipos anteriores, as cores eram mais marcantes e impactantes. Nas tipografias, o tom de azul é mais leve. E no texto “Governo Federal” foi escolhido um tom cinza.

Quanto à proporção e alinhamento

Este é o assunto que mais tem causado polêmica! E tenho que concordar. Tem muitos elementos desalinhados e com proporção erradas. O desconforto começa no círculo da bandeira passando para a tipografia. O espaçamento das letras parece que, também, não foi bem calculado. E isso irá interferir muito na aplicação em certos materiais.

E enfim, a marca é ruim?

Sabemos muito bem que para uma marca ter sucesso é necessário muito mais do que ser bem construída. É muito importante que ela transmita facilmente o conceito definido pelo cliente e registrado no briefing. Chamar a atenção da audiência correta envolve uma série de elementos da marca, como imagem visual, cultural, racional e emocional. Infelizmente, ao meu ver a marca representa pouco o novo governo. É como se a marca fosse delicada demais para um presidente de personalidade muito forte. E mais: se você prestar atenção, a frase retirada do hino nacional, ao ser cantada, é entoada com força. Então por que colocá-la de uma forma tão delicada?

Sei que posso ter sido crítica demais mas não estou sozinha neste barco. Vários designers sugeriram um redesign para a nova marca do Governo Federal. E uma dela é a proposta de melhorias sugerida pelo designer Deon Alves. Veja a proposta:

E então, o que vocês acham da nova marca do Governo Federal? E do redesign? Deixe seu comentário! E se você também criou uma proposta para a marca, deixe também nos comentários! Até a próxima!!!

Clique aqui para comentar ( )