Entenda a importância do Rebrand
Design

Entenda a importância do Rebrand para a sua marca [+DICAS]

Constantemente vemos grandes marcas atualizando o design da sua marca, e por trás desta ação podem haver inúmeras razões. Neste artigo vamos falar sobre dois grandes cases de Rebrand: o Microsoft Edge – navegador que agora substitui o Internet Explorer, e também a Warner Bros., que recentemente lançou o seu novo logotipo.

Microsoft Edge

O que antes era conhecido como um “E” azul, agora vem estilizado usando cores mais vivar, dando um ar de “jovem e moderno” à marca. A nova versão no navegador ainda está em versão de teste (beta), mas a Microsoft afirmou que devem substituir a versão já num futuro próximo. A questão é que a nova versão da identidade da marca está muito diferente do que antes era usado e o que vemos com isso é que a Microsoft está rompendo com o passado. O design vai de encontro com a criação do navegador que, desde o começo, busca utilizar a mesma base de Chromium do Google Chrome, a fim de se tornar mais atraente para usuários finais e também par desenvolvedores da web.

O lançamento do logotipo foi algo totalmente fora da curva. Para descobrirem o novo layout, os usuários da Microsoft tiveram que resolver uma série que enigmas com pistas. No final, havia um jogo que revelava o ícone ao vencedor. Mas isso não foi nada fácil, não! O que eles tinham que fazer, basicamente, era renderizar um ícone do Edge como um objeto 3D, tudo graças ao código do modelo Obj que estava oculto em uma imagem.

Foi uma série de palavras descobertas, que quando inseridas em uma função Javascript no site Edge Insider da Microsoft, revelava quais palavras precisavam ser extraídas de um vídeo, para então obter as instruções finais para descobrir o jogo secreto de surf e o novo logotipo quando concluído. Ufa!

Warner Bros.

Outro case de rebrand que pode se tornar referência para nós é o da Warner Bros. que, assim como a Fox, apresentou um novo visual para a sua marca que é conhecida mundialmente. Em parceria com a agência Pentagram, a Warner refez sua identidade visual já com os olhos no seu centenário, em 2023.

Aquele famoso escudo com as iniciais W e B ganhou agora um layout mais limpo, sem tantos efeitos do logo anterior – que foi criado em 1993. O design foi baseado na proporção áurea, que acaba por deixar o logo mais cumprido, e sem a faixa na frente.

A agência Pentagram disse que “o logotipo foi otimizado para funcionar em várias plataformas e escalas, desde os pequenos espaços do mundo digital até instalações gigantescas, como a icônica torre de água no estúdio Warner Bros.”

Os efeitos de 3D não foram deixados totalmente para trás, pois o novo logo ganhou uma versão especial para usar nas telas em ocasiões especiais, com iluminação e sombras que lembram os aspectos tridimensionais. A cor azul deu um tom mais moderno e jovem à marca, não acha? Além disso, agora a marca tem uma família tipográfica que será usada em todos os meios de comunicação.

O que podemos aprender com tudo isso?

É muito importante você saber se a sua marca precisa passar por um processo de rebrand ou não. Algumas razões que levam a isso são:

Liderança muda de mãos: As marcas são comumente vinculadas ao líder de uma empresa, principalmente em organizações de capital fechado, quando a marca assume a personalidade de um fundador. Quando a empresa muda de mãos, de uma geração para outra ou para um proprietário externo, uma nova identidade é uma maneira de refletir a transição. A mudança geralmente é mais do que a marca; afeta a mudança em outras partes da organização e a marca pode ajudar a promover e aplicar essa mudança.

Quando uma marca precisa de uma reforma: É um desafio permanecer contemporâneo e renovado. Até as maiores empresas do mundo evoluíram sua identidade de marca para acompanhar as mudanças em seus respectivos mercados (como vimos acima). Sem rebranding e reposicionamento, os concorrentes invadiriam sua participação de mercado. A Target (rede de lojas de varejo dos Estados Unidos) é um excelente exemplo de uma marca que subiu em sua posição no mercado por meio de uma abordagem calculada e estratégica de sua marca. Rejuvenescer os elementos básicos – como cores, tipo de letra ou tratamento de logotipo – pode honrar seu passado e abraçar o futuro.

Fusões e aquisições: Quando uma empresa se funde, o que acontece com as marcas herdadas? Uma aquisição marca o tempo para avaliar qualquer sobreposição no público, conjunto de produtos ou região geográfica. Também é importante revisar as principais mensagens e o foco da marca. As fusões podem garantir a necessidade de criar uma marca totalmente nova, ou apenas um “retoque” da mensagem e da identidade visual.

Seu cliente evolui: À medida que o comportamento do consumidor evolui, sua marca também deve evoluir. Com tantas opções disponíveis para o seu público, sua empresa deve permanecer relevante e notada. A velocidade dos negócios de hoje resulta em alterações nas coisas importantes para um público-alvo (por exemplo, tecnologia, preços, conveniência). Uma nova marca proativa é mais poderosa do que lutar pela retenção de clientes ou recuperar o público depois que eles mudam.

Reposicionando sua marca: À medida que a empresa cresce, sua marca muda e representa algo diferente do que no início. As marcas evoluem para alcançar novos públicos; o desafio é introduzir uma posição que se conecte a eles. À medida que a empresa amadurece, a identidade inicial pode se tornar um passivo e impedir a empresa de atingir todo o seu potencial.

Conclusão:

Sua marca é um ativo que deve funcionar para você. Um rebrand certamente não é algo que a liderança da empresa deva tomar de ânimo leve. Afinal, a única coisa que é mais cara que uma marca, é uma marca desnecessária. Aceitar a mudança e reconhecer a necessidade de evoluir é o primeiro passo. A partir daí, construir uma marca duradoura requer um compromisso com sua cultura, clientes e resultados.

E aí, como está a sua marca?! Espero que este artigo tenha te ajudado :)

Clique aqui para comentar ( )