Tecnologia

Hora de comprar o monitor – PARTE I

Comprar um monitor é sempre uma tarefa árdua, e por isso preparamos um guia especial em 4 partes para facilitar a sua vida.

Um bom monitor é uma das principais necessidades para que o designer execute bem o seu trabalho. Afinal de contas, a demanda de fidelidade de cores, o tempo de resposta, e até mesmo a área disponível para trabalhar, são aspectos que devem ser fortemente considerados dependendo da atividade a ser desenvolvida.

Designed by rawpixel.com / Freepik

Pensando nisso (e particularmente no quanto sofri com essas questões ao longo de 25 anos na carreira de TIC e 12 anos na área da fotografia e do design), montamos um guia explicativo para diminuir suas dores nesse processo. Esse guia será dividido em 4 partes: Tipos de Painéis, Resolução, Espaço de Cores, e Tempo de Resposta.

Vamos começar pelos tipos de painéis.

Painel TN vs VA vs IPS

Para nós, leigos usuários de tecnologia, o que pode ser entendido por painel é, a grosso modo, a camada de arranjo dos elementos luminosos que compõe o display. Cada um desses arranjos possuem vantagens e desvantagens tanto em termos de performance quanto em termos de contraste e profundidade de cores.

Quando falamos em painéis, cada fabricante realiza melhorias em suas tecnologias. Comparamos vários monitores em várias faixas de valores para termos um melhor fator comparativo e chegamos aos pontos abaixo:

Painel TN (Twisted Nematic)

Esse é o tipo de painel mais comum. A maioria dos monitores e notebooks, utilizam-se desse painel, por possuírem baixo custo. Aqui faz-se importante observar que “mais barato” não é sinônimo de baixa qualidade, até porque esse é um dos painéis mais capazes de entregar baixos tempos de resposta. No entanto, apresenta contraste menor que outros tipos de painéis, assim como apresenta uma maior distorção de cores dependendo do ângulo de visão.

  • Pontos Fortes
    • Custo mais baixo
    • Baixo tempo de resposta
  • Pontos Fracos
    • Contraste razoável
    • Menor ângulo de visão

Painel VA (Vertical Alignment)

Possui características distintas do Painel TN, apresentando níveis de contraste mais altos entregando níveis de preto de alta qualidade e um maior gama de reprodução de cores. Esses detalhes tornam esse um tipo de painel uma opção mais viável que o painel TN para a reprodução de vídeos e imagens. No entanto, para jogos ele ainda apresenta altos tempos de resposta, o que não é recomendado para esse uso.

  • Pontos Fortes
    • Alto nível de contraste
    • Cores vivas e intensas
  • Pontos Fracos
    • Modelos de baixo custo apresentam problemas de desfoque de movimento.

Painel IPS (In-Plane Switching)

Muito popular no Brasil, esses monitores apresentam alta fidelidade na reprodução de cores, e melhores regulagens de contraste, apesar de que a reprodução de níveis de preto é inferior à dos painéis VA. Apresenta a menor distorção em ângulos de visão extremos, permitindo nitidez em ângulos próximos aos 180 graus.

  • Pontos Fortes
    • Alta fidelidade de cores
    • Baixa distorção em ângulos extremos
  • Pontos Fracos
    • Custo mais alto
    • Baixo tempo de resposta

Indicações de uso

Se você faz uso moderado para jogos e para design, um painel VA será a melhor alternativa, uma vez que ocupa uma posição mediana entre performance e fidelidade de cores, assim como oferece o mais alto contraste para uma experiência mais imersiva.

Para um “full time designer” a recomendação é a opção pelo painel IPS, uma vez que a precisão de cores é a mais exata dentre os três apresentados.

Finalmente, se você é um jogador profissional recomendamos um monitor TN, ou os painéis IPS de última geração. Os IPS possuem um custo superior, mas entregarão uma qualidade de cores e um contraste superior aos painéis TN.

Clique aqui para comentar ( )