Design

Menino Arqueiro – A arte do hiper realismo

Novo ano, novas metas são estabelecidas, amizades renovadas e resoluções ganham novas proporções. Para si que é apaixonado por criatividade, desenho, esboço, apresento hoje um mural para inspiração ou mais do que isso um desafio para aprimorar as suas técnicas de representação. Antes mais, deixe-me desejar-lhe um feliz ano novo!

Pinturas da época do realismo

Durante o curso da história, várias correntes artísticas surgiram e foram sendo aprimoradas com o tempo e cada corrente teve os seus precursores e praticantes mais destacados que desenvolvendo técnicas e metodologias próprias foram desafiando o mundo com as suas habilidades de representação e tocando assim até as menos insensíveis almas. Não obstante a isso, vezes sem conta estabeleceram-se debates sobre o ser ou não arte, sobre a eficácia do dom em relacção a técnica ensinada. Em fim, não é disto que falaremos hoje, mas sim, sobre o artista de papel, Menino Arqueiro ou por outras, o moçambicano Dércio Januário Chilundo, que encontrou na combinação do papel, caneta Bic, lápis e outros materiais, o palco ideal para transmitir ao mundo o que ele sente sobre o hiper realismo. Entenda-se o hiper realismo como uma corrente artística que procura representar emoções um pouco além do real, baseia-se em grande parte no que já existe e muitas vezes agrega a este um toque de ficção. Embora surgido nos Estados Unidos da América e Europa em cerca de 1968, teve grande popularidade em países como Inglaterra e Brasil.

Arqueiro, embora tenha já exposto pela primeira vez em 2012 e outra em 2018 no âmbito da Semana das Artes em Maputo, encontrou no facebook uma galeria para exposição permanente e alcance muito rápido de apreciadores do mundo inteiro. Não diferente de muitos artistas, prefere a solidão e o silêncio para maior concentração no trabalho que desenvolve.

Obras do Menino Arqueiro

São obras feitas por encomenda, mas também obras feitas com base na sua visão sobre o mundo, as coisas e os sonhos. Falando em sonhos, constitui um dos seus sonhos poder levar ao papel até o mínimo detalhe que os seus olhos são capazes de enxergar.

Salah e Messi, por Menino Arqueiro
Clique aqui para comentar ( )