Design

Projeto utiliza sinais gráficos para melhorar a circulação de pedestres, ciclistas e entregadores em Xangai

“Efeito de corrente” é um projeto de intervenção no intervenção do espaço público apresentado no Festival de Design Urbano de Xangai. O evento, realizado em 2017 em parceria com a MINI, teve o objetivo de incentivar a classe criativa local a propor soluções para os desafios urbanos enfrentados pela população das grandes cidades da China.

A questão urbana abordada pelo estúdio de arquitetos 100architects teve o foco na melhoria da circulação de pedestres em bairros antigos da cidades, onde as calçadas são estreitas e geralmente massivamente ocupadas por bicicletas e scooters estacionadas, além de apresentarem também e onde faixas de pedestres constantemente congestionadas  de pessoas.

A primeira questão abordada foi o congestionamento nos estacionamentos de bicicletas, que devido à proliferação das companhias de compartilhamento de bicicletas, criou um novo problema nas calçadas estreitas da cidade, dificultando a circulação de pedestres. Inspirados na corrente de uma bicicleta, os arquitetos criaram um gráfico simples mas criativo que indicaria para os usuários as vagas para estacionar as bicicletas e também sugerir em qual ângulo eles deveriam ser estacionados, otimizando a acomodação de mais bicicletas em determinadas áreas e liberando até meio metro de calçada para uma circulação de pedestres mais confortável.

 

Bicicletas compartilhadas estacionadas da forma propost no projeto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A segunda questão tratada no projeto foi o congestionamento do estacionamento de motocicletas devido a uma crescente proliferação  de empresas de entrega de alimentos comprados on-line. Para isso, outro grafismo simples foi proposto, inspirado pelos motoristas de motocicletas de entrega, que carregam grandes quantidades de cargas empilhadas, e são geralmente vistos nas ruas de Xangai. As caixas empilhadas tornaram-se referência para as vagas de estacionamento dos entregadores, que podem visualizar com mais facilidade um um local específico para estacionar  de maneira organizada.

 

Inspiração para o grafismo do estacionamento.

 

Estacionamento dos entregadores.

 

A terceira e última intervenção se voltou para as faixas de pedestres, que por serem lotadas e estreitas, são muito difíceis de atravessar sem esbarrar em outras pessoas cruzando na direção oposta. Para ajudar a organizar a circulação de pedestres, a equipe apresentou uma modificação muito simples, mas extremamente eficaz, das próprias linhas brancas do cruzamento. Alterando as faixas paralelas para linhas em zig-zag, a composição cria um formato de setas em lados opostos e direções contrárias, dando aos pedestres uma dica direcional e dividindo a circulação em duas faixas,  a fim de evitar as colisões e esbarrões entre as pessoas.

 

Faixas de pedestres com orientação de direção para a travessia.

 

Aplicação do grafismo nas ruas de Xangai.

Este projeto de ideias simples, porém inteligentes, foi premiado com o prêmio Red Dot Design 2018 na categoria de gráficos ambientais.

 

 

 

 

 

 

 

 

Clique aqui para comentar ( )