Cinema e Séries

Um Lindo Dia na Vizinhança – retrato sentimental sobre o célebre Mister Rogers

Se você é uma pessoa decidida na hora de escolher o filme para assitir, então a Primepass é para você. Assine e facilite a sua ida ao cinema para ver Um Lindo dia na Vizinhança.

Lloyd Vogel (Matthew Rhys) é um jornalista investigativo que recebe a tarefa de fazer o perfil de Fred Rogers (Tom Hanks), também conhecido como Mr. Rogers, criador de “Mister Rogers’ Neighborhood”, programa infantil de TV muito popular na década de 1960 nos Estados Unidos.

Mister Rogers foi um querido exemplo de apresentador infantil da TV americana. Em cada programa apresentado, havia mensagens educativas e maneiras sensíveis de tratar sobre assuntos sérios como morte e divórcio. Rogers era o modelo de ser humano bondoso, gentil e carismático. Mas nem todos acreditavam que essa bondade pudesse ser real, como é o caso de Lloyd Vogel.

Durante a jornada de descoberta sobre a conduta seguida pelo famoso apresentador, a história te leva a indagar será que alguém seja tão bom o tempo todo? A cada passo que o jornalista dá, é possível que o telespectador tenha sua própria opinião, entendendo tanto as ideias de Lloyd como as de Rogers. E ao longo dos encontros entre eles, o jornalista acaba entrando em uma jornada pessoal sobre rancor, perdão e amor.

O filme tem uma didática bastante educativa. Em inúmeras conversas entre os personagens, o espectador aprende lições importantes sobre a vida. As passagens de tempo são outro ponto interessante, as movimentações pela cidade são mostradas por meio de miniaturas do próprio cenário do programa.

Um dos momentos tocantes do longa é quando Rogers pede para que Lloyd feche os olhos e fique em silêncio por um minuto, refletindo sobre todas as pessoas importantes que fizeram a diferença em sua vida. Nesse instante, tudo literalmente para e não tem como o espectador não fazer o mesmo.

Se o filme retratasse apenas a conduta exemplar de Rogers, talvez não chamasse tanta a atenção. O contraponto é justamente a comparação entre uma vida tentando fazendo o que é certo com amor e gentileza e uma vida de raiva e complicações como a de Lloyd.

Clique aqui para comentar ( )