Fotolia

Um passeio pelas artes digitais

Olá, pessoas!

A arte tem passado por diversas mudanças entre os séculos. Essas mudanças se dão através de mudança de técnicas, artistas, materiais e momento histórico. A arte digital foi possibilitada graças ao surgimento das formas de arte contemporâneas. Elas começaram a ganhar força no período pós-guerra, rompendo com as tradições e regras rígidas do movimento modernista, que por sua vez havia substituído as escolas de arte academicista. A evolução das técnicas e dos suportes apontava cada vez mais para formas de arte flexíveis, inovadoras e que cruzassem barreiras então consolidadas.

Com o aparecimento dos primeiros computadores, de dimensões colossais e capacidade de processamento ínfima, artistas de vanguarda viram um novo espaço de experimentação aberto. Um destes inovadores foi o alemão Frieder Nake, que, com a ajuda de um algoritmo e um computador, interpretou matematicamente a pintura “Highroads and Byroads”, de Paul Klee, transferindo o resultado para uma mesa de desenho.

Frieder Nake, Matrizen

Já em 1967, dois engenheiros de computação da Bell Labs utilizaram um cartão perfurado de computador para traduzir uma fotografia capturada para a linguagem ASCII. O resultado foi a obra Nude, que ganhou destaque em jornais de grande circulação à época.

Crédito: Leon Harmon e Ken Knowlton – Nude da Bell Labs

 

 

 

 

 

 

 

 

Saltando à década de 1980, Andy Warhol, gênio da pop art, é contratado pela Commodore para promover o computador Amiga, um dos primeiros modelos fabricados em grande escala, e produz uma série de 28 experimentos em arte utilizando o computador.

Crédito da imagem:Konbini.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

____

Agora que já entendemos um pouco sobre a origem, podemos dar uma breve definição. Então:

“A arte digital, se consiste na produção/criação de artes, através de um ambiente computacionais gráficos.”  Os resultados desses trabalhos, geralmente são exibidos em telas de computadores, celulares e outros dispositivos digitais, mas também, podem ser exibidos de forma impressa.

O foco do artigo é destacar 6 exemplos entre os milhares. Os citados, são os mais usuais em sites e sobre design.

#01 – MANIPULAÇÃO E EDIÇÃO DE IMAGENS

A ideia dessa técnica, é aprimorar as imagens para que pareçam reais, apesar das situações que se encontram (em muitas das vezes). Acrescentar ou retirar elementos, mesclar imagens, criar elementos, utilizar peças 3D, desenhar… vale tudo o que estiver disponível e o que aparecer na cabeça do criativo. Esse tipo de técnica pode ser usado para composições de imagens com um cunho mais artístico, mas também podem ser utilizadas para campanhas publicitárias. Existem pessoas que trabalham apenas com uma das duas e pessoas que trabalham das duas formas; você que decide como seguir.

O software utilizado na maioria das composições é o Photoshop.

#02 – PINTURA DIGITAL E LETTERING

São técnicas de criação da arte tradicional, adaptadas para meios digitais, através de programas gráficos. Pinturas em óleo, aquarelas, montagens… todas essas técnicas de pintura com a representação feita dentro de softwares. O estilo de ilustração digital varia bastante de artista para artista. A pintura digital é a técnica que utiliza o computador para criação de personagens, cenários e objetos. Ela pode ser inspirada em outros estilos e épocas artistas para a criação. O artista, utiliza Brushes (pincéis) para dar vida ao personagem dentro do Photoshop.

Outro tipo de arte é o Lettering – a arte de criar letras para um determinado fim. A ideia é combinar tipos e trabalhar suas composições gráficas. Pode ser utilizado técnicas a mão (hand lettering) ou ser feita no meio digital (digital lettering). Essa última técnica, vem ganhando muita força nos últimos anos.

#03 – PIXEL ART

Como o nome já revela, esse estilo utiliza os pixels como principal elemento para uma composição. Cada pixel é colocado num lugar específico e definido com uma cor e intensidade específicas, com o objetivo de melhorar a representação iconográfica da imagem ao ser reduzida. Essa técnica tem o objetivo de criar ícones para interfaces, entre outras aplicações. É importante citar que a Microsoft e Apple, foram as primeiras a utilizar esse tipo de arte. Atualmente, alguns jogos estão trazendo a técnica de novo, jogos como Minecraft, por exemplo, utilizam a técnica para os cenários, personagens e objetos do game.

Essa arte pode ser feita manualmente, mas é muito mais utilizada através de softwares gráficos.

 

#04 – DESENHO VETORIAL

As imagens vetoriais são as mais utilizadas pelos designers, já que elas permitem a diminuição e principalmente, a ampliação em grande escala sem a perca de qualidade.  Isto ocorre porque os programas gráficos que permitem esse tipo de criação registram para cada item desenhado (pontos, linhas, formas) uma informação matemática que pode ser reproduzida novamente a cada vez que é aberta num outro computador. Com isso, os artistas/designers conseguem editar livremente os arquivos.  São arquivos muito versáteis, pois permitem ser alterados muitas vezes e podem ser reproduzidos em grandes ou pequenas escalas.

#05 – ANIMAÇÃO DIGITAL

A animação digital é a arte de criar imagens em movimento utilizando computadores, mais especificamente usando recursos de computação gráfica que surgiu durante a era da animação por computador. Ela pode ser 2D ou 3D e geralmente envolve mais de um profissional.

Esse tipo de arte pode ser se várias formas e estilos. Pode ser em 3D, vetorial ou utilizar técnicas mais antigas de animação.

Animated GIFs - Find & Share on GIPHY

Cricket

#06 – MODELAGEM 3D

É o processo de desenvolvimento de uma representação matemática de qualquer superfície tridimensional de um objeto (seja inanimado ou vivo), através de softwares especializados. Alguns artistas se utilizam desse modelo de arte para suas criações e os resultados são incríveis.  Animações e efeitos especiais são feitos através dos softwares de modelagem 3D. Os modelos tridimensionais podem simular a cor, a textura, a luz, a transparência, a reflexão e outras propriedades de objetos reais de modo a resultar num trabalho, que muitas vezes, pode se confundir com uma fotografia de algo real.

#07 – ARTE FRACTAL

A arte fractal consiste em imagens digitais criadas utilizando complexas equações matemáticas, através de programas bastante específicos para estes fins. Estes programas são dedicados a fórmulas que são descritas pela geometria fractal. Tradicionalmente, imagens fractais representam auto repetição, e podem ser aumentadas, ou diminuídas, infinitas vezes sem perder sua forma original.

__

Lembrando que esses são apenas alguns dos estilos. Surgem novos estilos todos os dias e não dá pra mensurar tudo nesse único artigo. Mas fica a referencia dos principais modelos.

Gostou do artigo? Tem algo a falar ou acrescentar? Fala aí nos comentários.

Abraços!

___

Referências:

Uma breve história da Arte Digital

Você sabe o que é arte digital?

Clique aqui para comentar ( )