Design

Você sabe exatamente o que faz um game designer?

Para quem é apaixonado por jogos, transformar a diversão da infância e adolescência em profissão parece uma ideia sensacional, não é mesmo? E ela é sim. Mas apesar da ideia divertida, a profissão de game designer é muito séria, exige muito estudo, dedicação e talento, estando entre as mais promissoras do mercado atualmente!

Mas você sabe exatamente o que faz um game designer? Logo abaixo nós te damos todos os detalhes!

O chamado game design determina os elementos, regras e dinâmicas de um jogo. E isso é realizado pelo game designer, que trabalha, geralmente, com uma equipe para desenvolver o jogo, tendo uma função muito importante de, não raro, tomar toda a frente do projeto.

É o game designer que irá tornar aquele jogo interessante e divertido para o usuário, pensando desde interface, interatividade, enredo e mecânicas daquela saga, participando desde o pré-projeto até a versão final. Ele estrutura toda a parte técnica e artística dos jogos. O game designer pode atuar em estúdios desenvolvimento de jogos, onde muitos deles contam com uma equipe de games designers, ou até mesmo como freelancer em projetos, pois muitas vezes alguém mais experiente pode trabalhar também como desenvolvedor, desempenhando funções de arte e programação, por exemplo.

Outra característica é que, além de contar com um notebook gamer ou outro equipamento apropriado para desempenhar o seu trabalho, é essencial que o game designer tenha um perfil comunicativo, com habilidades de arte, escritas e muita técnica. A criatividade também é fator essencial: já que ele terá que participar de todos os processos de desenvolvimento do produto, uma visão criativa e “fora da caixa” é indispensável para que ele seja bem-sucedido.

Já o mercado de games segue em plena ascensão no país e deve ganhar ainda mais espaço nos próximos anos. Os números de vagas estão crescendo no segmento, os salários estão cada vez mais competitivos a oportunidade de crescimento na carreira é bem mais rápida em relação a muitas outras profissões. O Brasil já é o segundo maior mercado de jogos da América Latina, podendo em breve ultrapassar o México, que segue na liderança. “A reascensão do mercado é muito recente, não chega a ter 10 anos no Brasil. O resultado é que muitos profissionais nem imaginam que podem trabalhar com isso, e não sabem que os salários, benefícios e oportunidades de carreira em games são tão atraentes quanto os oferecidos por ‘empresas dos sonhos’ como Facebook ou Google”, destacou André de Abreu, gerente de comunicação para a América Latina da Blizzard, em entrevista ao Portal da Revista Exame.

No Brasil, alguns cursos de Jogos Digitais já oferecem uma formação para game designers, mas pessoas com o perfil para a função podem vir de muitas outras formações como Ciências da Computação, Sistemas de informação, Design de Jogos, Design Gráfico, Design de Produto e até Arquitetura e Urbanismo ou Análise de Desenvolvimento de Sistemas, dentre outras.

Clique aqui para comentar ( )