Design

Você sabe o que faz um Designer instrucional?

Hoje em dia, em que o Ensino à Distância é uma alternativa viável para quem quer investir em um projeto na web, é preciso adotar métodos que permitam transmitir conteúdo com qualidade e credibilidade. Uma boa hospedagem de site, aliada a uma boa plataforma, é um dos recursos técnicos importantes para o seu projeto, pois ela é a responsável por suportar o tráfego elevado e contribui para manter um rápido carregamento das páginas do seu site.

Um exemplo do quanto um serviço de web hosting é relevante diz respeito ao Uptime, que é o tempo em que o seu site se mantém online. Um bom Uptime é garantido por meio de um bom plano de hospedagem.
Mas de nada adianta ter um site EaD com boa hospedagem, com segurança e excelente Uptime se o método de ensino abordado por você apresenta algumas falhas. Por isso, para assegurar o êxito do seu projeto de Ensino à Distância, é bom conhecer melhor as características e as principais funcionalidades de um conceito muito interessante chamado Design Instrucional.

As características do Design Instrucional
Antes de aprender bem o que faz um Designer Instrucional, é importante saber o que é exatamente o Design Instrucional. O Design Instrucional, também conhecido como Design Educacional ou DI, é uma área de estudos que aborda técnicas, métodos e recursos que podem ser utilizados em um processo de aprendizagem tanto nos formatos presenciais quanto em EaD.Sendo assim, esse tipo de metodologia funciona por meio da concepção de cursos, de aulas individuais e também da criação de materiais didáticos que podem auxiliar na aprendizagem dos alunos.
Esses materiais podem ser conteúdos impressos, em vídeos, interativos ou em qualquer formato em que seja possível transmitir conteúdo. De forma resumida, o Design instrucional é fundamental para a concepção de materiais aptos a facilitarem a educação e a transmissão de conhecimentos.

A atuação de um Designer Instrucional
A função básica de quem atua no ramo do Design Educacional é a de organizar e colocar em prática experiências de aprendizagens e exercícios. Esse profissional deve estar sempre atento para ver se o conteúdo está sendo assimilado pelo aluno. O Designer Instrucional (DI) conhece os processos que viabilizam o aprendizado dos indivíduos. Por isso, com o avanço e a importância do EaD, esse profissional ganha cada vez mais espaço no mercado. Dessa maneira, ele está apto a pesquisar e desenvolver métodos que facilitam a transmissão do conteúdo que deverá ser ensinado, tudo isso de um modo bem acessível, que fique viável para o aluno entender e tirar maior proveito das aulas.

As competências de um Designer Instrucional abrangem várias áreas do conhecimento. Por isso, não é exagero dizer que esse profissional deve dominar conceitos importantes de vários campos científicos, tais como a tecnologia, o próprio design e a comunicação. O conhecimento a respeito da relevância do design responsivo, por exemplo, é um exemplo disso. Em uma época em que iPhone e outros dispositivos são importantes para o EAD, o Designer Instrucional deve priorizar a responsividade nos projetos. Além disso, um dos métodos mais conhecidos e aplicados na área do DI é a ADDIE, iniciais para os termos Análise, Design, Desenvolvimento, implementação e avaliação, já que o “e” é uma referência ao termo em inglês “evaluate”.

O Designer Instrucional e o Ensino à Distância
No caso de um projeto em Ensino à Distância, o Designer Instrucional ajuda a organizar melhor os conteúdos das disciplinas a serem ministradas, apontando quais as melhores ferramentas serão utilizadas para a transmissão desses conteúdos. Sendo assim, esse profissional ajuda a analisar o conteúdo e ver qual é a melhor hierarquia para ele, verificar o que deve ser o foco principal das aulas, quais serão colocados nos módulos posteriores, e os formatos dos conteúdos como vídeo, e-book, áudio, etc. Em suma, o Designer Instrucional consegue elaborar um roteiro preciso das aulas, organizando as informações de um modo que facilite tanto o trabalho de quem ministra as aulas quanto de quem deve assimilar o conteúdo. O Designer Instrucional também tem a capacidade de identificar quais são as principais dificuldades que um determinado público-alvo tem para assimilar um determinado tipo de conteúdo.

Dessa maneira, ele fica apto a encontrar também quais são as ferramentas e os formatos mais adequados para a realização do curso.
O profissional também deve ter um bom conhecimento acerca das ferramentas viáveis para a realização de um curso baseado em Ensino à Distância. Uma delas, por exemplo, é a Eadbox.
Com esse software o usuário tem condições de criar um curso online completo, de fácil interação e com capacidade de utilizar todos os recursos que hoje são importantes para um EaD, como pagamentos, disponibilização de e-books e também realização de webinars.

Conclusão
Diante dos novos paradigmas e abordagens que os cursos de Ensino à Distância estabelecem nos dias de hoje, a atuação do Designer Instrucional ganhar cada vez mais importância. Portanto, a atuação desse profissional auxilia muito o trabalho de quem pretende investir em um projeto online voltado para o segmento do ensino e da transmissão de conteúdo.  

Clique aqui para comentar ( )