Fotolia

Afinal, o que é Retrofuturismo?

Syd Mead

Fala criativos!

Para você que trabalha com criação ou próximo desse meio, provavelmente já ouviu falar do termo “Retrofuturismo”. Contudo, como poderíamos caracterizar esse estilo artístico e como podemos incorporar ele em nosso Design?

Antes de tudo, vamos fazer uma breve análise morfológica da palavra: Retrô, significa um estilo / tendência do passado que hoje está em desuso, mas pode eventualmente ser renovado para a atualidade.  A palavra também deriva do latim retro que significa “para trás” ou “em tempos passados”, que também pode ser associado ao termo francês rétrospectif  (retrospectiva), ou seja, o olhar para trás, para o passado.

Já palavra futurismo pode ser resumida na capacidade de visualizar o futuro a partir do momento presente, essa previsão é muitas vezes criada através da arte, seja pela pintura, pela escrita ou pela música.

Assim, podemos afirmar que o Retrofuturismo seria a visão passada sobre o futuro, se o Futurismo é a antecipação dos fatos, o Retrofuturismo é a lembrança dessa antecipação. O que de fato é um tanto paradoxal, pois temos por um lado a nostalgia e em outro o progresso juntos, é “o futuro visto do passado”, mas, talvez esse seja o verdadeiro charme desse estilo estético.

Creio que já elaboramos bastante em cima do termo, logo vamos partir para alguns exemplos interessantes de arte Retrofuturista, começando pelo genial Arthur Radebaugh, um ilustrador dos anos 50/60 (considerado por alguns como “a época de ouro do retrofuturismo”) com um prolífico trabalho relacionado a indústria de transportes e serviços

Embora nesses exemplos fique clara a influência do artista por outro estilo estético (o art deco, no caso), seus trabalhos não eram apenas belos estéticamente, mas muitos deles fizeram ótimas previsões  de conceitos de produtos e serviços que hoje estão claramente implementados em nossa sociedade.

Robôs trabalhando em fábricas e em estoques já não são novidade, todos já sabemos que o próximo passo é termos eles mais e mais envolvidos em serviços, como os drones da Amazon, por exemplo.

E que tal esse Skype / Google Hangout ai em cima, hein? Hoje mais do que nunca trabalhar remotamente é uma realidade, principalmente para profissionais criativos freelancers.

E que tal essa teve de LED gigantesca? Com a miniaturização da tecnologia, hoje é possível fazer TVs cada vez maiores e finas. Coisa que o grande Syd Mead também previu em suas belíssimas pinturas:

Falar em retro futurismo e não citar Syd Mead é quase que um pecado, visto que esse gênio ainda vivo consegue criar belas “janelas” para o amanhã, sempre com muito requinte e detalhismo:

Também não podemos deixar de citar o fato de que ele fez lindos concepts para o clássico filme de ficção científica, Blade Runner:

E recentemente deu uma palhinha de seu trabalho para o filme Tomorrowland:

Desde então, diversos artistas colocaram sua visão do futuro a partir do seu presente, poderíamos passar a eternidade aqui mostrando exemplos, mas isso tiraria a graça para vocês. Existem centenas de produtos culturais (filme,  jogos, livros, etc) que podem ser enquadrado na categoria Retro Futurista, fique a vontade pesquisar e descobrir essas pérolas.

Uma ótima maneira prática e rápida de treinar a criação de artes Retrofuturistas é através do uso de fotos de referência, seja criando elas ou  através de fotomanipulação. Para uma criação bem feita é necessário ter acesso a recursos de qualidade como texturas, fotos e vídeos.

Algo que pode facilitar muito na sua criação é ter acesso a imagens diversas e de boa qualidade, um bom lugar para encontrar estas para uso em sua arte, é o Fotolia da Adobe, um banco de imagens líder mundial, que dá acesso instantâneo a mais de 62 Milhões de imagens, vetores, ilustrações e videoclipes, ou seja, um excelente material não

Clique aqui para comentar ( )