Design

2 Razões para fazer um redesign de identidade visual

O design de identidade visual é uma fase indispensável para uma instituição se firmar no mercado, já que é através dos elementos visuais que as pessoas e possíveis clientes ou consumidores do produto a conhecem. A identidade visual talvez seja a forma mais eficiente de comunicar a empresa aos seus clientes, baseada no contexto que levou a sua criação.

Trata-se do conjunto de elementos que representam visualmente, de forma sistematizada, um nome, ideia, produto, empresa, instituição ou serviço. Os seus elementos funcionam integrados e relacionados um com o outro e são padronizados, funcionando como um verdadeiro sistema, neste caso, um Sistema de Identidade Visual (SIV) . Também conhecido como Programa de Identidade Visual (PIV) “é como se configura objectivamente a identidade.” São parte do sistema os elementos básicos da identidade visual: o logotipo, o símbolo, a marca, as cores institucionais e o alfabeto institucional. O SIV deve :

– Proporcionar unidade e identidade a todos itens de apresentação de um dado objecto, pelo seu aspecto visual;

– Ajudar na memorização através da apresentação visual;

– Gerar crescimento da empresa ou produto em que é aplicado;

– Posicionar fortemente a instituição frente aos concorrentes;

– Diferenciar o objecto, empresa, peças;

– Transmitir o conceito institucional aos potenciais clientes.

Razões para fazer o redesign da identidade visual

Reposicionar o negócio: ao iniciar um negócio ou projecto definimos o que vai ser, que perfil esperamos, quem vai ser o nosso cliente, entre outros aspectos indispensáveis, colocamos nossa paixão nisso. A criação da identidade visual baseia-se nessas informações recolhidas, visualmente cria-se dentro do conceito e do perfil do que já foi definido. A principal razão para fazer o redesign pode ser quando descobrimos que precisamos dar um novo rumo ao nosso negócio e não exactamente o que inicialmente foi definido, de modo a ir de encontro ao nosso público, já que visualmente o cliente precisa de se encontrar, de se identificar com a nossa marca. Ao direccionar o negócio para um novo segmento, um redesign é quase sempre necessário.

 

O tempo: a quinze anos a internet não era tão presente como é hoje. A tecnologia ganhou uma velocidade que ninguém imaginava, estamos na verdadeira era digital, e essa razão é mais do que suficiente para actualizar a identidade visual da empresa. Precisamos mostrar que acompanhamos a evolução tecnológica e estamos cada vez mais globais, que estamos preocupados com andar junto com os nossos clientes que estão cada vez mais conectados e mais ligados ao mundo. Actualizar a identidade visual neste caso é indispensável para dar uma visão de estar ligado ao futuro, mostrar a preocupação com o mundo digital, com mudanças, mesmo que subtis, mas que alavancam o crescimento da instituição. A identidade visual precisa ser versátil, flexível e cada vez mais moderna, por isso deve ser actualizada.

O mais importante numa identidade visual é funcionalidade e adequação ao segmento definido. Um I.V. que é funcional e vai de encontro ao público-alvo provavelmente está no lugar certo e pronta para concorrer no mercado, precisa ser impactante e memorável, e acima de tudo, hoje, precisa-se que seja original e global.

Leia sobre o Reposicionamento da Vodafone.

Clique aqui para comentar ( )