Fotolia

A Arte do Lambe-Lambe

Obey

Fala criativos!

Em nosso post de hoje gostaria de abordar um tema muito legal referente a arte urbana, falaremos sobre uma técnica muito recorrente nas grandes metrópoles: o Lambe-lambe. Vamos falar um pouco sobre a sua origem e como você pode fazer o seu próprio Lambe-lambe.

ORIGEM

Arte de colar cartazes na rua nasceu no final do século 19 com o advento da indústria de impressão em massa (imprensa), o que possibilitou a criação de uma nova mídia: o poster/cartaz. Mídia essa que possibilitou a disseminação da informação pela cidade através da colagem dos cartazes, o conteúdo desses variava de propagandas, eventos e até política. Uma indústria que fez grande uso deste tipo de mídia eram os circos por se tratarem de espetáculos itinerantes, logo era necessário que se utilizasse um veículo que fosse de rápida disseminação e com um custo barato.

Quase 100 depois, não só os métodos de impressão evoluíram muito, indo de litografias rudimentares para métodos que não só possibilitavam o uso de uma maior gama de cores, mas também artes mais detalhadas e em escalas muito maiores. Essa expansão possibilitou que o método de impressão ficasse mais acessível o que claramente fez com que outros campos tivessem acesso a esse método.

No período pós-segunda Guerra Mundial tivemos um ressurgimento dos posters de protestos, obviamente uma clara reação ao período passado e ao apoio a contra-cultura, foi nessa época que a arte de rua começou a se aproveitar do caráter imediato e massivo da mídia impressa para criar sua própria categoria: o Lambe-lambe, também conhecido como Wheatpaste poster ou Paste up.

Nesse cenário, vários artistas começaram a surgir colocando sua arte através dessa mídia, diferente da arte de murais ou do graffiti tradicional feito com spray, o lambe-lambe, assim como a arte em stencil, possibilita que o artista se concentrasse em fazer sua arte com calma e apenas se preocupasse no local e na aplicação da arte, o que permitia que artes lindas pudessem ser colocados de maneira ilegal em locais de grande transito sem que o artista fosse pego. Vamos abaixo mostrar alguns artistas que ficaram famosos por usar lambe-lambe.

OBEY / SHEPARD FAIREY

Shepard Fairey começou a colar adesivos com a cara do lutador de WWE, André o Gigante, com as letras “OBEY” abaixo pela cidade no inicio dos anos 90. Ao longo dos anos essa ideia evoluiu para uma campanha em nível global com diversos colaboradores colando seu poster em diversas cidades. Quando questionado quanto ao significado da imagem, Shepard apenas respondeu que se trata de uma experiência para deixar as pessoas mais sensitivas ao mundo ao seu redor.

 

SWOON

Swoon é uma artista de rua que começou a aplicar seu trabalho  proeminentemente durante os anos 2000 em grandes metrópoles como Nova York, geralmente em áreas abandonadas e esquecidas da cidade. Diferente de Obey, Swoon utilizava um método diferente para a impressão de seus lambe-lambes, utilizando-se de placas de madeira e criando gigantescas xilogravuras que era usadas como matrizes para impressão. Feito isso, ela faz um trabalho minucioso de recorte com estilete em suas artes para deixá-las melhor incorporadas no ambiente.

GAIA

Mais recentemente, um artista que chamou muita atenção pela grande escala dos seus trabalhos é o jovem Gaia. Muito semelhante ao processo de Swoon de criar placas de xilogravura, Gaia vai muitas vezes além e pinta a mão seus lambe-lambes para conseguir fazer escalas de proporções gigantescas.

COMO FAZER?

Se você veio até aqui na postagem, possívelmente se interessou um mínimo na arte do lambe-lambe e talvez tenha certo interesse em fazer as suas próprias para colar na rua. Então vamos fazer aqui um tutorial rápido do que é necessário para você conseguir utilizar essa mídia.

  1. Arte – Vamos começar pelo mais óbvio e fundamental, é preciso definir o que será sua arte, isso irá variar do tipo de arte que você gosta e do tipo de mensagem que quer passar.
  2. Impressão – Definida a arte, dependendo do resultado esperado você já terá uma definição do método de impressão que deverá usar, por exemplo: Digamos que você adore fotos e decida colar algumas pela cidade, obviamente o melhor método será fazer uma impressão em papel offset da mesma e tamanho de dua preferência. Agora digamos que você gostaria de fazer seu próprio desenho, talvez seja mais interessante fazer a mão o desenho do que imprimi-lo, ainda mais se quiser fazer em grandes escalas. Nessa etapa também é importante compreender um pouco mais dos tipos de papéis a serem utilizados, você pode desde reciclar e utilizar jornais / folhas de ofício de rascunho, até usar rolos grandes de impressão para não se preocupar em fazer engates entre folhas com fita crepe.
  3. Cola – Tendo a arte definida e impressa/pintada, será necessário um recorte (ou não) para poder colá-la na rua. A cola em si pode ser feita de diversas formas, a mais comum é utilizar-se “cola de farinha” pois essa rende mais e não custa muito. A fórmula mais comum envolve colocar 3 colheres de farinha de trigo em 750 ml de água, ferver ela até ficar grossa e acrescentar (ou não) cola branca a mistura para deixá-la mais pegajosa.
  4. Local – Falando em superfície, é sempre importante procurar bases mais lisas como paredes e metal, texturas muito granuladas e irregulares dificultarão a colagem. Parte do que torna o lambe-lambe interessante é a possibilidade de colocá-lo rapidamente em praticamente qualquer local, logo você tem mais possibilidades de locais para publicar sua arte.

Abaixo um vídeo que fiz anos atrás e que demonstra bem o processo acima:

 

Bom pessoa, espero que vocês tenham gostado da matéria de hoje e encorajo vocês não só a pesquisar mais sobre o assunto, mas também a fazer suas próprias artes na rua, visto que é uma ótima maneira de divulgar a sua arte. Então, nos falamos no próximo post pessoal, deixo vocês com um lambe-lambe que fiz a pouco tempo:

Clique aqui para comentar ( )