Cinema e Séries

A importância do design no cinema

www.shutterstock.com

O design em sua essência tem que ser algo funcional, claro que devemos pensar também na questão visual, mas a funcionalidade tem que estar presente em um projeto que envolva o design.

Todos os dias pessoas criam utilizando os fundamentos do design no mundo todo, seja para criar um produto novo, uma comunicação ou até mesmo na concepção de um filme.

Mas como o design pode ajudar em um filme?

Em 1985 chegava aos cinemas o filme De Volta Para o Futuro (Back to the Future) que foi o maior sucesso daquele ano, onde arrecadou milhões em bilheteria e recebeu vários elogios da crítica.

A inspiração inicial de Robert Zemeckis e Bob Gale tiveram para escrever esse filme foi a de pensar como seria se a gente tivesse a oportunidade de voltar no tempo e conhecer os nossos pais jovens no colégio.

Para que fosse realizada essa façanha foi pensado em utilizar o recurso da máquina do tempo, porém o elemento que serviria como base para essa máquina seria uma geladeira e não o DeLorean que conhecemos hoje.

Robert Zemeckis, Bob Gale, Michael J. Fox, Neil Canton e Steven Spielberg no set de filmagem do De Volta Para o Futuro em 1985 (Foto: www.bfi.org.uk)

Mas logo essa ideia foi descartada pensando nas crianças que poderiam entrar nas geladeiras em suas casas por conta da influência do filme, isso poderia gerar uma grande confusão e o filme poderia ter uma repercussão negativa, já que as crianças poderiam ficar presas dentro das geladeiras.

Então veio a ideia de utilizar o DeLorean para ser a máquina do tempo, que era um carro que não vendeu muito no mercado americano, mas tinha um visual futurista que se encaixaria muito bem dentro do contexto do filme.

DeLorean (Foto: www.delorean.com)

Hoje em dia esse filme se tornou um clássico, tanto pela sua história envolvente quanto pela questão visual e sua trilha sonora que se tornaram elementos marcantes da cultura pop, algo que talvez não fosse possível se não tivesse a preocupação com o design, como vimos na questão da geladeira.

Outro exemplo a ser visto é o do longa de animação Toy Story de 1995 do estúdio Pixar, considerado como o primeiro filme na história do cinema feito totalmente em computação gráfica.

Na época que esse filme foi feito sob o comando de John Lasseter ainda não tínhamos os recursos para simular elementos orgânicos na computação gráfica igual temos hoje, esses recursos ainda eram limitados e poderiam dificultar muito na concepção de um longa-metragem.

Foi pensando nessa dificuldade que John Lasseter teve a genial ideia de contar uma história sobre brinquedos que ganhavam vida quando as crianças não estivessem por perto. 

A história seria algo novo e também iria facilitar na hora de desenvolver o projeto, já que era bem mais fácil simular o plástico dos brinquedos do que por exemplo uma pele humana.

Toy Story (Foto: www.pixar.com)

Nesse caso nos deparamos com uma falta de recurso tecnológico que serviu para construir uma boa história tendo como base o design dos personagens.

O design existe para nos ajudar em nossas criações e quando utilizados de maneira correta é muito provável que o projeto seja um grande sucesso.

Clique aqui para comentar ( )