Design

Como ser produtivo durante a quarentena do CoronaVírus

Nessa época do isolamento, ou quarentena, gerado pelo COVID-19, uma série de dicas para se manter um designer produtivo no home office.

Em meio a pandemia de Coronavírus, várias pessoas tem sido enviadas para o trabalho remoto, independente da modalidade e de ser um funcionário contratado ou um prestador de serviços. Empresas como a Adobe tem facilitado a vida de estudantes e professores liberando licenças de uso durante um período de tempo, para que os estudos não sejam interrompidos, e outras, como a Microsoft tem liberado recursos de aplicativos de trabalho colaborativo (como o Microsoft Teams) para que as pessoas possam trabalhar remotamente com maior facilidade. Mas além disso, como essa pandemia e o isolamento social tem afetado a “economia criativa”. Vamos entender.

Em 20/03/2020 às 09:03 o painel do rastreador COVID-19, disponibilizado pela Microsoft em bing.com/covid, apontava um total de casos ativos de 151.946, e um total de 10.254 casos fatais. A rápida disseminação do vírus, que já atingiu 250.650 pessoas em países de todo o mundo gerou um alerta e uma série de medidas preventivas, como o isolamento social. Com isso, várias pessoas foram enviadas para trabalhar em suas residências, enquanto algumas empresas mantém o atendimento restrito ao mínimo de pessoal necessário.

O mercado se fechou para os criativos?

Para os profissionais freelancers, é claro que houve impacto! Com o isolamento social, algumas áreas se fecharam e algumas oportunidades de trabalhar reduziram, mas outras oportunidades se abriram. O delivery está à todo vapor e você pode suprir a lacuna produzindo conteúdos para mídias digitais. O mercado digital sofreu menos impacto.

Para os criativos que são contratados ou trabalham em equipe, logo abaixo temos algumas dicas sobre o trabalho remoto e ferramentas para ajudar. Continue lendo o artigo.

Um outro aspecto, é que nem tudo é sobre dinheiro. Utilize seu talento também para o trabalho social e crie informativos e infográficos (leia o artigo Design Contra o Covid-19). O mais importante, nesse caso, é trabalhar com fontes fiéis, e não trabalhar a favor da desinformação ou da geração do caos desnecessário. Faça sua parte para um mundo melhor, mas seja responsável!

O trabalho remoto

Nesse cenário, vários profissionais estão sendo enviados para desenvolver atividades em suas casas, desempenhando o trabalho “home office”.
Para facilitar a vida dos criativos em isolamento social, e até mesmo os que estão em quarentena, montamos um guia com algumas dicas para ajudar nesse período e manter o seu trabalho com alto índice de eficiência.

Comunicação

E-mail – O e-mail mantém sua finalidade como uma das principais ferramentas de comunicação, tanto documental como para envio de arquivos (com restrição de tamanhos)
Skype, WhatsApp, e Telegram – A Microsoft (Skype) e o Facebook (WhatsApp) já anunciaram medidas para aumentar os limites de seus servidores durante essa crise, de forma a manter essas ferramentas viáveis como canais de comunicação. A única dica prática aqui para o designer, é evitar o envio de vídeos e imagens pelo WhatsApp. Não em função da crise, mas porque a ferramenta comprime os arquivos em formatos e resoluções mais propícias para a transmissão, o que compromete a qualidade dos arquivos para uso final. Nesse caso, oriente seus colaboradores e clientes a enviarem os arquivos compactados através da plataforma, ou opte por utilizar outros serviços.
Google Hangouts – Ferramenta de chat prática e ágil, integrada diretamente à sua conta Google
Microsoft Teams – Plataforma unificada de comunicação e colaboração, que integra bate-papo, video-conferências, e armazenamento de arquivos. Integra-se com a Creative Cloud, e também outros serviços de armazenamento de arquivos como Dropbox, Box, Google Drive, e o próprio OneDrive, também da Microsoft.
Slack – Uma das mais populares ferramentas para organizar a comunicação com seus parceiros e clientes em canais organizados. Possui um amplo ecossistema de integração com vários outros apps.

Compartilhamento de Arquivos e Backup

Arquivos da Creative Cloud – junto com sua assinatura, a Adobe disponibiliza na Creative Cloud um espaço para o compartilhamento de arquivos que podem ser sincronizados automaticamente com o seu trabalho, tornando o processo colaborativo e de backup mais simples e ágil.
Microsoft OneDrive – Oferecendo gratuitamente um espaço de até 5Gb, o Onedrive é uma excelente ferramenta, com integração nativa à sincronização de arquivos nas últimas versões do Windows 10.
Box – Oferece um espaço gratuito de 10Gb, limitado à uploads máximos de 250Mb
Dropbox – Com até 2 Gb no plano gratuito, o Dropbox foi uma das primeiras ferramentas a tornar o compartilhamento de arquivos em nuvem uma realidade.
Mega – Alvo de muitas polêmicas e já fechado uma vez, o serviço retornou ao mercado como uma ferramenta consistente, oferecendo um espaço gratuito de até 50Gb e taxas de transferências confiáveis e muito rápidas.

Envio e Aprovação de Provas Online

O envio de provas online, principalmente para materiais impressos, depende também da calibração de cores dos monitores estarem corretas. As ferramentas abaixo utilizam-se de técnicas e ferramentas para minimizar o desvio cromático, ainda que o mesmo ocorra.

GoProof – Uma ferramenta clássica que fornece um sistema de provas online para o seu material com o aceite, negação, ou observações do seu cliente

Asana – De forma similar ao GoProof, e ainda integrada com o plugin pode fornecer feedback instantâneo, permitindo ajustes e correções ágeis.

Wrike – Seu plugin funciona de forma similar a Asana, fornecendo integração com as tarefas em execução

E-mail e Mensageiros – Desde que a aprovação esteja expressa por escrito, assim como as observações sobre eventuais desvios cromáticos, esses são também canais válidos, que podem te resguardar de algumas dores de cabeça. Apesar de que menos confiáveis, pois não foram criados especificamente para esse fim, seu valor legal tem jurisprudência.

Com essas dicas você já está preparado para iniciar suas atividades. Lembrando: os cuidados contra o vírus não devem ser menos intensos por estar em um ambiente residencial, portanto cuide-se e siga todas as recomendações.

Desejamos que você se mantenha, ativo, e saudável, para muitos outros conteúdos que teremos por aqui, e muitos outros que você ainda tem pela frente. A vida é isso!

FIQUEM BEM!

Crédito imagens: Shutterstock

Clique aqui para comentar ( )