Cinema e Séries

Crítica | Nasce uma Estrela

Bradley Cooper e Lady Gaga surpreendem em filme musical

Pela quarta vez Nasce uma Estrela chega aos cinemas. A clássica história que já foi contada nas versões de 1937, 1954 e 1976 ganha em 2018 um novo remake. O filme marca a estreia de Bradley Cooper como diretor e de Lady Gaga como protagonista.

A produção conta a ascensão da cantora Ally (Lady Gaga) para a fama e a decaída na carreira do famoso cantor Jackson Maine (Bradley Cooper).

O desenrolar de Nasce uma Estrela começa rápido, porém vai desacelerando, aprofundando e criando vínculos com cada personagem que aparece na tela.

O filme é romântico, uma história de amor, é quase um conto de fadas hollywoodiano. Isso fica perceptível na maneira como os protagonistas se conhecem e nas trocas de olhares apaixonados entre os dois.

A sintonia e entrosamento de Gaga e Cooper é fundamental e contribui muito para que a conexão dos acontecimentos da história seja sentida por quem assiste.

A curadoria musical é muito delicada e cuidadosa. Cada canção tocada no filme é importante, pois as palavras cantadas dão sentido para cada situação.

Um destaque sem dúvidas é o alcance vocal de Gaga que é impressionante e o talento inesperado de Cooper como cantor surpreende e empolga o expectador que gosta de uma música bem executada. Todas as músicas foram captadas ao vivo e a maneira como as cenas dos shows foram filmadas dão a impressão de que o público faz parte das apresentações.

A dúvida de muitos era se o objetivo de distanciar Gaga da sua personagem seria alcançado. Até certo momento funcionou, Ally se sobressai a Gaga, mas quando a narrativa transforma a cantora simples em diva pop, não tem como não associar ao fenômeno Lady Gaga.

E é nesse instante que acontece o ápice do filme. O estrelato e as escolhas questionáveis e que mudam a personalidade de Ally se contrapõe com a decadência triste de seu parceiro Jackson, fatos que são cruciais para a mudança no relacionamento dos dois.

O filme ainda conta com Sam Elliot que interpreta Bobby o irmão mais velho de Jackson e Andrew Clay que interpreta o pai de Ally, ambos possuem papéis pontuais, significativos e dão suporte sempre que necessário aos protagonistas.

Bradley Cooper conseguiu transformar Nasce uma Estrela em mais que um remake, criou uma ligação do público com os personagens através da música e deu um novo olhar para essa história.

FICHA TÉCNICA
ANO: 2018
PAÍS: EUA
DURAÇÃO: 2h16 min
DIREÇÃO: Bradley Cooper
ROTEIRO: Will Fetters, Eric Roth, Bradley Cooper
ELENCO: Andrew Dice Clay, Anthony Ramos, Bradley Cooper, Lady Gaga, Sam Elliott, Dave Chappelle

NOTA DO CRÍTICO: 5

Clique aqui para comentar ( )