Lattoog Design e seus Híbridos – Design CultureLattoog Design e seus Híbridos – Design Culture
Design

Lattoog Design e seus Híbridos

A Lattoog Design tem em seu DNA criatividade de sobra, iniciando pela composição do seu nome que se forma pela união dos sobrenomes de seus sócios Leonardo Lattavo e Pedro Moog. Sua inovação nas áreas de arquitetura e design vem inspirando e se tornando referência no mercado.

Foto/ divulgação: blog.boobam.com.br

Entre os destaques da sua produção está a série viralata, composta por peças que são resultado de cruzamentos entre móveis e objetos. Esse processo de hibridização ou processo de intersemiose, tiveram origem nas vanguardas estéticas do século XX, com o Cubismo. Santaella (2003, p. 135) conceitua híbridas as “linguagens e meios que se misturam, compondo um todo mesclado e interconectado de sistemas de signos que se juntam para formar uma sintaxe integrada”.

As bases conceituais na produção dos híbridos da Lattoog estão em sintonia com o conceito de antropofagia cultural, lançado por Oswald de Andrade em 1928, através de seu Manifesto Antropófago. Na série viralata, assim como o nome Lattoog, os nomes das novas peças são formados a partir da união dos nomes das suas inspirações.

Série Viralata

Poltrona Pantosh
Primogênita da serie viralata tem em seu resultado a combinação de duas cadeiras clássicas do design do mobiliario: A cadeira Panton do arquiteto dinamarquês Verner Panton, datada de 1968, com a Poltrona Willow do arquiteto escocês Charles Rennie Mackintosh, criada entre 1902 e 1904.

Foto/ divulgação: www.lattoog.com

Poltrona Dinablue
Esta poltrona é uma fusão da Poltrona Dinamarquesa de 1959 criada polo arquiteto e design polonês naturalizado brasileiro, Jorge Zalszupin, com a célebre Poltrona Red and Blue, um clássico do design do mobiliário de autoria do holandês Gerrit Rietveld de 1917.

Foto/ divulgação: www.lattoog.com

Poltrona Moleco
União resultante entre a Poltrona Mole desenhada por Sérgio Rodrigues em 1957 e a Coconut Chair, desenho de George Nelson do ano de 1955, dá vida aos traços criativos da Poltrona Moleco.

Foto/ divulgação: www.lattoog.com

Poltrona Tangelina
Esse móvel é uma fusão das linhas presentes na Poltrona Bowl, elaborada pela arquiteta Italo-Brasileira Lina Bo Bardi em 1951, com a estrutura dos gomos de uma tangerina.

Foto/ divulgação: www.lattoog.com

Poltrona Netoiah
Sua idealização é baseada na fusão dos traços de uma cadeira e um sofá, a cadeira Diamond de Harry Bertoia, lançada em 1955, com o sofá Marshmallow elaborado por George Nelson em 1956.

Foto/ divulgação: www.lattoog.com

Poltrona Regg
Constituída pela união do DNA da rede, que possui origem nos povos indígenas da América do Sul e a famosa Poltrona Egg, de Arne Jacobsen lançada em 1958.

Foto/ divulgação: www.lattoog.com

Poltrona Teme
Seu desenho nasce da união de dois ícones do design moderno, a cadeira de Joaquim Tenreiro projetada nos anos 40-50 e a La Chaise de Charles and Ray Eames, concebida em 1948.

Foto/ divulgação: www.lattoog.com

Poltrona Hapi
Tem seu conceito baseado na junção da Peacock Chair de Hans Wegner, de 1947, com a poltrona Model No.560 projetada por Pierre Paulin, em 1963.

Foto/ divulgação: www.lattoog.com

Em celebração aos dez anos de existência da Lattoog ocorreu a compilação do livro Lattoog, que apresenta o trabalho da Lattoog por diferentes recortes, desde as primeiras interações com o segmento, suas linhas de raciocínio criativo, a produção da Lattoog por tipologia e em linha cronológica, além dos processos que compõem seu ciclo produtivo, dos croquis à transformação dos produtos em peças de interesse cultural.

Foto/ divulgação: blog.boobam.com.br

Para saber mais sobre a Lattoog, clique aqui.

Referências:
www.lattoog.com
SANTAELLA, Lucia. Culturas e artes do pós-humano. São Paulo: Paullus, 2003

Clique aqui para comentar ( )