Comportamento

Ninguém é bom em tudo!

Quantas vezes você já se pegou querendo abraçar o mundo e topando tudo pra tentar se destacar em meio à multidão? Sempre resolvo escrever sobre assuntos e experiências que vivi, nessa semana não será diferente. Naquele “ciúme” e preocupação de tentar saber um pouco de tudo para pelo menos me destacar na minha jornada como profissional autônomo, fazendo tudo com um amor e capricho que eu desconfiava que algum outro profissional especializado em determinadas áreas teria pelo meu projeto, já me perdi algumas vezes pela bagunça que foi se formando na minha própria cabeça. Já se sentiu tão cheio de coisas pra fazer que parecia não sair do lugar? Eu já. E isso tinha que acabar. Precisava caminhar pra frente.

Além de designer gráfico e letrista, eu queria também ser bom o suficiente em fotografia, edição de vídeo, mídias sociais e UX/UI. Tudo isso pra que?

Simplesmente pra divulgar meu próprio trabalho. Gostaria de fazer bons vídeos de processo enquanto trabalho nos projetos de lettering e design, boas fotos para o dia a dia no meu Instagram, ter todas as redes sociais mais relevantes sempre atualizadas, ter um site/portfólio bem organizado e porque não uma futura loja online para vender minhas obras criadas em horas vagas? Acontece que ninguém é bom em tudo. Ter sido curioso para aprender um pouco sobre cada área foi bom pra mim, claro! Mas me puxar à tentar sempre fazer o melhor em tudo isso me consumia.

Às vezes a gente tem que confiar em profissionais do ramo pra cuidar das nossas coisas também: afinal, os clientes também confiam em mim como designer para entregar sempre o melhor para a empresa deles, uma vez que design é minha especialidade, e não a deles! :)

Deixe seu orgulho de lado. Quem é que disse que outro profissional não pode fazer um bom trabalho para te fazer crescer também? Faça bons parceiros em áreas do seu interesse também, além de apenas clientes: além de um bom networking, você poderá sempre ter uma rica troca de informação e conhecimentos.

Claro que estou sempre buscando conhecer um pouco mais sobre essas áreas que citei acima, por serem de meu interesse. Mas já não me cobro tanto quanto à tais assuntos. Hoje, já tenho um bom parceiro para quando precisar de fotografia e vídeos mais bem elaborados do que os que posto diariamente. Já tenho um outro parceiro com plataforma de venda de obras de arte em determinado ramo, que tem um ótimo alcance e me deixa despreocupado quanto à loja online: a plataforma dele funciona bem demais e vendo mais expondo meu trabalho lá do que numa própria, talvez. Quanto à mídias sociais e UX/UI, ainda não sinto necessidade de expandir tanto assim essa autodivulgação e juro que estou pegando leve comigo mesmo, rs, mas quando for o caso, conheço bons profissionais do ramo e confiarei meu projeto à eles na certeza de um trabalho bem feito. Assim não preciso me desgastar diariamente e posso focar nos projetos de design e lettering, que já me cobram de muitos conhecimentos distintos.

Desapegue! ;)

Espero que tenha ajudado de alguma forma. Sei que muitos profissionais autônomos/freelancers sofrem com esse assunto assim como eu sofria! Rs.

Grande abraço!

Bruno Meira – @meiradg

Clique aqui para comentar ( )