O que podemos aprender com o Movimento Memphis

Em 1980, nascia em Milão o Movimento Memphis, também conhecido como Memphis Design ou Grupo Memphis, um movimento que mexeu com a idéia de design e que continua a influenciar e viver ainda hoje.

O Movimento Memphis foi um grupo de design colaborativo fundado pelo designer italiano Ettore Sottsass, com suas raízes no design de móveis – fez sua influente estréia na feira de móveis de Milão em 1981. Mas foi relativamente curto como um coletivo real, fechando depois de apenas seis anos. O grupo incluía arquitetos, designers de móveis, designers de produto, bem como escritores – Alessandro MendiniNathalie du Pasquier e Martine Bedin, entre eles – que tinham como objetivo produzir projetos radicais que libertassem a forma da função.  

Posters by the legendary Italian design collective Memphis Milano

Eram uma declaração, um protesto contra o Modernismo neutro, discreto e funcional que os precedeu. Aqui estava um movimento apaixonado, impulsionado pela forma, não pela função – projetado para provocar uma resposta emocional.

Batizado em homenagem à canção de Bob Dylan “Stuck inside of Mobile with the Memphis Blues Again”, Memphis se baseou em uma variedade de influências, do Art Deco à Pop Art e ao Kitsch dos anos 1950, e marcou uma mudança significativa em relação aos designs restritos e minimalistas dos anos 1970. Suas idéias bastante audaciosas e com temática futurista da vida cotidiana e a sociedade de massa.

Dennis Zanone

Buscam em materiais não usuais, como o laminado, o vidro, a celulose, os tubos de neon, com reinterpretações de forma, as cores primárias vivas e ousadas são complementadas por marrons e rosas suaves, misturados com cinzas, bem como a marca registrada preto e branco, o uso da geometria, criando uma identidade de um movimento com toque irônico e não convencional.

‘Carlton’ di Ettore Sottsass, 1981. Foto © Philips

Memphis é unissex, sinônimo de audácia, assimetria, bizzarro, radical e experiental. Faz um questionamento sincero e provocatório, exaltando a banalidade em uma sociedade consumista.

A liberdade de poder ousar, quebrando padrões rigorosos do passado, comunica através de uma linguagem nova e com inúmeras interpretações nos mais variados campos, gráficos, visuais, da arte, da moda e das midias de massa.

Na última década, os designs de Memphis testemunharam um ressurgimento, inspirando linhas de moda de Christian DiorMissoni e Karl Lagerfeld, Adidas e muitas outros. Métodos de produção refinados e materiais mais sofisticados também aumentaram a qualidade dos próprios produtos – mas o apelo retrô e o espírito rebelde continuam fortes.

Adidas ZX Memphis

O Movimento Memphis segue vivo com suas obras divertidas e espirituosas e com sua história tanto relevante para a arte.

Related posts

Como a UX Writing pode ajudar na hora que erramos em um formulário – UX Writing Challenge

LG demonstra suas soluções digitais com IA para mercado B2B na Infocomm 2024

LG é a Parceira Tecnológica Exclusiva da CASACOR SP 2024 pelo Sétimo Ano Consecutivo