Design

Redesign da John Holland: simples, moderno e impactante

A John Holland é uma das mais reconhecidas empresas de engenharia civil, com o seu mercado na Australia, Nova Zelândia e o Sudeste Asiático. A empresa foi fundada em 1949, em homenagem ao seu fundador John Holland, um dos mais reconhecidos engenheiros da Austrália. A empresa já esteve responsável pela construção de túneis, pontes, oleodutos, linhas ferroviárias, edifícios pequenos e grandes, hospitais, estações de comboio, entre outros. Depois de anos, a John Holland introduziu uma nova identidade projectada pela Frost * Design, sediada em Sydney – Austrália.

Após o estudo, verificou-se que “o logotipo antigo parecia com algo que você encontraria na Radio Shack nos anos 80 – em parte porque usava a mãe de todas as fontes dos anos 1980, a Motter Textura – e, embora não houvesse nada de errado com ela, ela parecia totalmente diferente.” Daí, a equipa responsável pelo trabalho de redesign apostou na actualização da tipografia para um sans geométrico, mais inteligente e magistralmente encontra e coloca uma pessoa abstracta entre as duas linhas de texto, originado pela letra “o” e a letra “a”. A pessoa não é difícil de ver, mas também não é totalmente descartada à primeira vista, o que exige uma rápida tomada de atenção. “A execução é exacta em uma estrutura mono espaçada que não parece rígida ou computadorizada e que aproveita as formas geométricas para fazer com que cada caractere preencha toda a largura de cada espaço. O ícone funciona bem sozinho e serve como um elemento divertido quando colocado entre fotografias contrastantes”

Suas aplicações dão um ar mais moderno, mais actual, são bastante directas, mas a tipografia em negrito e vermelho tem um forte impacto e as setas para cima e para baixo que formam as manchetes fazem um bom elemento secundário que ajuda a unir os aplicativos, além de textos e fotos mais quentes.

Não há dúvidas que tenha sido um trabalho interessante, a nível do design e do conceito por trás. “No geral, este é um grande redesenho que consegue parecer corporativo e representativo do tamanho da empresa, mas ao mesmo tempo parece lúdico e, por mais intelectual e literal que seja essa percepção, ter uma pessoa no logotipo humaniza a empresa… o que Para justificar minha profunda observação, algumas outras empresas tentam fazer com menor grau de sucesso. Você, pessoa no logo da John Holland, é um cavalheiro, uma dama e um erudito.”

Fonte: https://www.underconsideration.com/brandnew/archives/new_logo_and_identity_for_john_holland_by_frost_design.php

Clique aqui para comentar ( )