Design

Refletir vs Rotacionar vs Efeito Transformar vs Padrões vs Símbolos vs Repetir

Quais as vantagens de utilizar cada uma das ferramentas para trabalhar com elementos que se repetem na tela

Recentemente o Illustrator ganhou mais uma ferramenta para auxiliar no desenvolvimento de artes que usam objetos que se repetem, a ferramenta Repetir (Repeat, para quem está está usando o Illustrator em inglês, como eu). Essa ferramenta permite criar repetições em padrões radiais, de grade, e espelhados. Mas se já era possível fazer isso com outras ferramentas, porque esta ferramenta foi criada, e quais as vantagens de se utilizar uma ou outra ferramenta no seu fluxo de trabalho? Vamos falar aqui sobre cada uma e sobre os casos de uso indicados para cada uma delas.

Refletir (Reflect)

Essa ferramenta, presente na barra de ferramentas padrão, permite espelhar um objeto, ou conjunto de objetos selecionados, de forma horizontal, vertical, ou em um ângulo específico a partir do ponto âncora, permitindo também que seja criada uma cópia do objeto.

Com a ferramenta selecionada, basta pressionar <ENTER> para abrir a caixa de diálogo, ou também é possível pressionar a tecla <ALT> e clicar em um ponto para mover a âncora e abrir a caixa de diálogo simultaneamente

Rotacionar (Rotate Tool)

Essa ferramenta, também presente na barra de ferramentas padrão, permite rotacionar um objeto, ou conjunto de objetos selecionados.

Seus atalhos são semelhantes à ferramenta Refletir (Reflect) permitindo girar um objeto em torno do ponto âncora.

Efeito Transformar (Transform)

Aplicado sobre um objeto ou grupo através do menu Efeitos (Effects) > Distorcer & Transformar (Distort & Transform)> Transformar (Transform), ou através do painel Aparência (Appearance), esse é um efeito que pode ser aplicado para se atingir simetrias e padrões radiais, espelhada, ou em grade de um objeto que, ao ser atualizado atualiza suas cópias dinamicamente, de forma muito similar aos símbolos. Trata-se de uma ferramenta robusta, mas que pode exigir agrupamentos e criação de linhas de apoio para o atingimento de formas mais complexas.

Com a criação de um grupo de elementos e algumas linhas de apoio, que podem ser ocultadas, é possível com um único objeto criar uma mandala, apesar dessa ferramenta ser usada mais comumente para criação de padrões mais simples.

Padrões (Patterns)

Acessado a partir do menu Objeto (Object) > Padrões (Patterns) > Criar (Make), essa ferramenta permite a criação de padrões de objetos que se repetem, porém com a limitação de não criar padrões circulares (Radiais). Uma vez criado o padrão, o mesmo fica disponível através do painel Amostras (Swatches), e podem ser aplicados tanto a preenchimentos como em determinados traçados, uma vantagem que permite atingir alguns resultados bem específicos e interessantes.

A ferramenta Padrões permite criar padrões de formas e objetos que podem ser aplicados tanto à preenchimentos como em linhas.
Inclusive há pincéis que suportam a aplicação dos padrões

Símbolos (Symbols)

Muito utilizado para criar um elemento que deve ser apresentado várias vezes mas que dividem atributos de forma e cores, mas não propriedades como tamanho e rotação. Acessado através do painel Símbolos (Symbols).

Ao editar, quaisquer alterações feitas em um elemento alteração todos os demais símbolos, excetuando-se a rotação individual de cada um e o tamanho dos símbolos aplicados

Repetir (Repeat)

Essa ferramenta cria repetições de dos objetos selecionados, e a edição feita em qualquer uma das repetições é automaticamente aplicada a todas, similar a um símbolo, porém com a vantagem de que a rotação e o tamanho são aplicados à todas as cópias e influenciados pelo tipo de repetição selecionada. Podemos entender, que essa ferramenta é uma mistura de várias outras citadas anteriormente, logo pode ser utilizada em substituição, ou em conjunto, com todas as anteriores. É acessada através do menu Objeto (Object) > Repetir (Repeat), onde você pode escolher entre Radial, Grade (Grid), e Espelhar (Mirror).

Espelhar, onde é possível definir a distância e ângulo da imagem
Radial com controles para definir a quantidade de objetos e a distância do ponto central
Grade, com controles para o espaçamento entre linhas e colunas e a área em que serão colocadas as repetições. No painel Propriedades (Properties) é possível intercalar espelhamentos em linhas e colunas

A grande sacada é que, como essa ferramenta substitui algumas técnicas que demandariam a criação de símbolos, uma etapa é rapidamente eliminada desse fluxo, além do fato de que as repetições podem ser facilmente ajustadas a qualquer momento, bastando editar qualquer uma das cópias em modo de isolamento. Outra vantagem? As repetições são atualizadas em tempo real, ou seja, você vai ajustando e vendo todas as cópias se ajustando simultaneamente.

Uma vez satisfeito com a distribuição dos objetos, caso queira editar uma ou outra das repetições para gerar diferenças entre elas, basta acessar o menu Objeto (Object) > Expandir (Expand) e os objetos serão separados uns dos outros. O único detalhe é que, uma vez feito isso, não será mais possível acessar os controles de repetição, logo é legal deixar pra fazer isso em uma etapa mais avançada no seu fluxo, provavelmente nas pré-finalizações. Enfim… se essa etapa vai ser necessária, ou não, vai do fluxo de trabalho de cada um e da arte que está sendo desenvolvida.

O fato é que agora temos mais uma ferramenta poderosa para produzir nossas artes e termos um fluxo confortável e uma arte cada vez mais única!

E aí? Conhece outras técnicas e ferramentas que podem ser usadas em substituição com alguma das acimas? Diga pra gente nos comentários.

Clique aqui para comentar ( )