Notícias

Um erro de design pode ter influenciado as eleições para o Senado dos EUA

Uma falha no design das cédulas de votação pode ter sido responsável por uma grande discrepâncias de votos no condado de Broward, no estado da Flórida, durante as eleições para senador, uma das mais importantes do estado.  Na disputa eleitoral, ocorrida no último dia 6, milhares de eleitores não registraram sua escolha na disputa acirrada – e ainda indecisa – pelo Senado dos EUA.

 

Durante a contagem dos votos, foi constatado que 3.19 % dos moradores de Broward, mais de 24.900 pessoas , votaram para escolher o governador da Flórida, mas deixaram a opção para a escolha do senador em branco. Este número chama a atenção, pois representa uma quantidade muito maior do que a margem que separa os dois candidatos ao Senado, cerca de 15.079 votos.

 

Por que um número tão grande de pessoas iria pular a escolha dos candidatos ao Senado? De acordo com o que foi apurado até agora, existem duas explicações plausíveis. Uma é que as máquinas de votação com contagem automática cometeram algum erro e simplesmente ignoraram a parte da cédula de votação onde se encontravam as escolhas para os senadores. Mas outra teoria muito provável sugere que o projeto ruim das de cédulas de votação tenham induzido esta grande quantidade de eleitores ao erro na hora da votação.

 

Nos Estados Unidos, os condados possuem autonomia para projetarem suas próprias cédulas de votação. No caso de Broward, o design da cédula de votação contava com três colunas verticais de texto em cada folha. Na primeira coluna, estava presente uma seção com as instruções para a votação. No canto inferior inferior esquerdo, abaixo das instruções, estava localizada a seção com as opções de votação para o Senado. Esta configuração foi indicada como a mais provável para ter induzido os eleitores ao erro.

Cédula de votação do condado de Broward.

Segundo as as diretrizes delineadas em um relatório de 2007 da Comissão de Assistência Eleitoral dos EUA, as cédulas de votação com instruções verticais, como a de Broward, “não podem dividir espaço de uma única coluna com as seções de escolha dos candidatos”.  Segundo a entidade, testes realizados com as cédulas de votação indicam que os eleitores tendem a ignorar as informações localizadas imediatamente abaixo das instruções verticais.

 

As informações divulgadas até então não confirmam a teoria de que o design das cédulas tenha causado tantos votos em branco, porém é possível constatar, assim como foi feito pela Comissão de Assistência Eleitoral, que a diagramação da cédula de votação poderia sim induzir os eleitores ao erro. Mais uma vez, temos um exemplo da importância das práticas de design, que por mais que pareçam centradas apenas em detalhes, podem fazer uma grande diferença, sobretudo em situações complexas e de grande impacto, como no caso das eleições no condado de Broward.

Clique aqui para comentar ( )