Design

Design e Networking

Você não está sozinho. Não, essa não é mais uma daquelas afirmações lindas, como as frases de efeito em livros de auto ajuda. Também não é um cartaz motivacional em uma fanpage do ramo. Trata-se de uma afirmação universalizada de como a realidade de não ser o centro das atenções é uma evidente verdade. Tem muito mais a ver com ato científico comprovado do que com questões meramente emocionais. Você não está sozinho. Tem um montão de gente ao seu redor, designer. Então, por que raios agir como se fosse mesmo o centro do universo?

Existe uma prática que visa compartilhar experiências e conhecimento, que é milenar e ainda hoje continua forte e crescente, ampliando e gerando, além de aproximação humana e interatividade, negócios e conexões essenciais a este. O Networking é um hábito que pode trazer um feedback poderoso no que se refere ao campo das negociações. No entanto, a ideia não é tentar vê-lo como um sistema de conhecer alguém pra ganhar alguma coisa no futuro, como a maioria enxerga esse processo. O sentimento principal envolvendo Network deve pautar-se na proposta de aproximar-se de o outro, com verdade e empatia, fazer-se conhecer melhor às pessoas, o semelhante, aprender algo com este, compartilhar algo também. estabelecer uma conexão humana real e verdadeira. Até porque, quanto mais próxima, verdadeira e altruísta for a conexão, melhor ainda será o feedback quando oportunidades surgirem.

Se você faz dois amigos, mas é sempre mais atraído por aquele que se expressa melhor, que fala  mais com você, que se aproxima mais de você, é natural que quando vir uma oportunidade de emprego legal, instintiva e inconscientemente lembre-se logo do amigo mais “atuante” nessa tua rede de dois amigos. Espontaneamente, a “indicação” será visando a pessoa que mais se apresenta próximo de você. O mesmo ocorre quando do outro lado, alguém tem a oportunidade de sugerir, indicar ou chamar alguém que seja bom no que faz e ainda por cima, consiga se relacionar bem com as pessoas.

Em termos de convivência e interações sociais, você é a média das 5 pessoas com quem você mais convive, como afirma o Jim Rohn. Isso nos mostra como é importante ser verdadeiro e levar a sério nossa relações interpessoais. Estamos recebendo informação direta ou indireta o tempo todo, seja na vida física ou digital. Por isso, com quem e como essas trocas de informações acontecem, são essenciais para a formação de como sua vida estará daqui a alguns dias.

Above view of young team of interior designers working at table

Entender que Networking está muito além de uma ferramenta de ganho pessoal (direto ou indireto), tira da ação a responsabilidade meramente comercial e interesseira. Coloca as relações humanas no topo da questão e faz com que vejamos que essa é também a forma mais eficiente de se ter retorno viável, mesmo do ponto de vista profissional.

E você aí, designer, já estabeleceu boias conexões hoje?

Clique aqui para comentar ( )