HMW: Como usar a ferramenta para auxiliar a análise de problemas em projetos

Uma ferramenta muito utilizada durante reuniões nos processos de design e desenvolvimento geral de projetos, é a ferramenta “How Might We?” (Como poderíamos?), conhecida também como “HMW”. A ferramenta foca na comunicação e na criação de frases, auxiliando a por exemplo, entre as etapas de descoberta e ideação do projeto, abordar de forma objetiva os problemas, apresentando aos envolvidos um caminho mais positivo, possibilitando e motivando para que todos enxerguem oportunidades nos problemas reais apresentados, evitando neste momento, o foco em soluções rasas e possíveis sentimentos de dificuldade.

Tim Brown, CEO de inovação e design da IDEO, em entrevista a Warren Berger para o Harvard Business Review observa que cada uma das três palavras que formam a frase How Might We, tem um papel essencial na solução criativa de problemas:

A parte do how/como, assume que existem soluções – possibilita confiança criativa; might/poderíamos, diz que podemos colocar ideias que poderiam funcionar ou não, de qualquer forma está tudo bem. E o we/nós diz que iremos fazer isso juntos e construir a partir das ideias de todos.

– Tim Brown

Como seria a criação de um HMW?

O HMW não pode focar apenas em um aspecto ou situação muito específica, ao ponto que direcione o foco a uma solução, e também é necessário que seja aberto o suficiente (sem perder de foco o problema) para geração de maior número de ideias e ser apresentado de forma positiva para auxiliar a criatividade.

Veja um exemplo abaixo:

Problema apresentado: “Os usuários do nosso site não estão realizando a compra de produtos seminovos.”

Sem HMW, muitas vezes soluções diretas e sem análise profunda do problema poderiam surgir, por exemplo:

  • Vamos colocar em primeiro a aba de seminovos na homepage.
  • Vamos criar um banner bastante atrativo.

Nos exemplos de solução acima, os envolvidos seriam levados a pensar nos problemas e dificuldades da implantação dessas novas soluções e não na raiz do problema real.

Agora, veja como a abordagem em HMW do mesmo problema apresentado acima pode ajudar na análise do problema e levantamento de oportunidades:

  • HMW: Como poderíamos incentivar e valorizar os seminovos para gerar valor e desejo?
  • HMW: Como poderíamos identificar as razões que estão distanciando os usuários dos seminovos?

Quando e como utilizar essa estratégia?

Lembrando que esse é um dos métodos e um caminho geral, você pode adaptá-lo para a maneira que melhor funcionar para você, inclusive existem até mesmo outros auxílios para esse método, como a criação de um ponto de vista do usuário/cliente.

  • Antes de reuniões, pegue um bloco de anotações, alguns post-its e uma caneta para fazer as anotações sobre os problemas e situações apresentadas.
  • Seja um bom ouvinte! Não se preocupe em como transformar os problemas apresentados em HMWs neste momento e mantenha o foco em entender cada situação apresentada. Anote os problemas da forma que melhor te auxilie a lembrar de cada um deles.
  • Após os problemas terem sido apresentados, pegue suas anotações e agora sim, transforme os problemas em HMWs. Toda a equipe pode apresentar suas frases e assim, o time irá gerar ainda mais ideias.
  • Decidam juntos, quais as melhores oportunidades e questionamentos a levar adiante no projeto.

Assim, com a ferramenta HMW, a equipe consegue levantar diversas opiniões sobre a raiz do problema, e realizar um brainstorm de oportunidades nos problemas com maior eficácia. Já conhecia a ferramenta? Vai tentar implantar no próximo projeto?

Related posts

Como a UX Writing pode ajudar na hora que erramos em um formulário – UX Writing Challenge

LG demonstra suas soluções digitais com IA para mercado B2B na Infocomm 2024

LG é a Parceira Tecnológica Exclusiva da CASACOR SP 2024 pelo Sétimo Ano Consecutivo