Oportunidade no problema – Design CultureOportunidade no problema – Design Culture
Publi e MKT

Oportunidade no problema

As comparações entre o Nescau e Toddy não vêm de hoje. Quem sempre preferiu Toddy, costuma declarar que Nescau é muito forte. Já os defensores do achocolatado da Nestlé, sempre pegaram bastante no pé falando que para o Toddy ter sabor de verdade só colocando várias colheres, mas que ficava muito doce, que não importava o quanto você mexesse, sempre ficavam bolinhas, e por aí vai. Anos e gerações já se passaram, mas a “treta” toda basicamente ficava em volta desses argumentos.

Porém, eis que o Toddy usa um dos seus “defeitos” para persuadir seu público de uma forma diferente. Não se sabe ao certo porque as “bolinhas” do achocolatado não saem por mais que a pessoa mexa por 700 vezes, então essa foi a isca.

A marca trabalha com o público jovem, que é aquela fase onde as mudanças físicas começam a aparecer e que, infelizmente, deixam muitas pessoas inseguras quanto a sua aparência. O Toddy trabalhou isso de uma forma brilhante mostrando que não importa se as bolinhas não saem, o que conta mesmo é o interior, ou seja, o sabor do achocolatado.

Gosto é uma coisa que não se discute, se o Toddy é de fato muito doce, quem gosta vai continuar consumindo e não serão umas bolinhas boiando que vai fazer mudar de ideia. Isso é mostrado na nova campanha através das diferenças que uma pessoa tem para outra, dando ênfase que o que conta mesmo é o interior de cada um e que nenhum detalhe na aparência é um defeito, mas sim o que te faz único e original.

Clique aqui para comentar ( )