Entretenimento

A importância dos jogos em tempo de pandemia

Games fazem parte da nossa vida. Em todo momento estamos imersos em gamificações. Educação, empresas, saúde e serviços utilizam de estratégias de games em seus negócios para engajar os consumidores. Olhando por outro lado, temos os games como entretenimento. Inclusive este setor que está em constante crescimento fatura trilhões por ano, ultrapassando as indústrias de cinema e música. 

Jogos são a possibilidade de nos afastar de estresse, praticarmos pensamento criativo e estratégias. Alguns online, aproveitam de games como cassino online, outros preferem jogos batle royale e ainda há os que não desgrudam de uma boa partida de RPG. Com todas as evoluções e marcos de games, em especial de lançamentos e faturamento, a indústria dos games se tornou uma das mais importantes e rentáveis do mundo

O crescimento dos games nos celulares, a tecnologia wireless – sem citar a realidade virtual, que apesar de há anos ser trabalhada, teve um significativo aumento de uso nos últimos anos – estão começando a ganhar a sua importância e investimentos consideráveis. Quando falamos sobre a pandemia, o cenário atual fez com que ocorresse uma explosão de usos. O grupo de pesquisa de mercado NPD, publicou o 2020 Gamer Segmentation Report, que é um levantamento onde foi concluído que três em cada quatro norte-americanos estão jogando videogame em casa desde o início de 2020, representando diante dos dois últimos anos, o acréscimo de 32 milhões de pessoas. A causa foi muito devido a pandemia da COVID-19, que levou boa parte da população mundial ao isolamento e distanciamento social, resultando assim em um maior uso de ferramentas e games pelos usuários. 

COVID-19 é também responsável, segundo o estudo, por aumentar o tempo de quem já jogava.  Entre os respondentes, 35% admitiram dedicar mais horas agora, durante o isolamento, do que no começo do ano, antes da pandemia explodir. No que tange a plataformas, 94% dos entrevistados disseram continuar jogando em plataformas que já tinham disponíveis, enquanto os outros 6% admitiram adotarem um novo dispositivo. Além disso, quando olhamos jogos como oportunidade de negócios, é comum serem cobradas vantagens para melhorias e evoluções como diamantes, moedas, skins e outros, gerando ainda mais rendimentos as empresas. 

Diante de tudo o que estamos acompanhando sobre o segmento de jogos, apontamos 5 motivos para jogar online:

• Ganhar dinheiro – Sim, é possível ganhar dinheiro por meio de jogos, seja em investimento ou campeonatos;

• Desenvolvimento de habilidades interpessoais – Habilidades chamadas soft skills são importantes para nosso crescimento pessoal e profissional. Jogar, seja online ou não, faz desenvolver habilidades como trabalho em equipe e liderança; 

• Desenvolvimento criativo – Pensar e agir de modo criativo é necessário em nossas vidas, afinal, criatividade é para solução de problemas. E em um game a todo tempo precisamos lidar com situações estratégicas;

• Novas conexões – Games permitem novas conexões com pessoas de diferentes níveis sociais e culturas. Nos livrar de vícios – Um estudo universitário revelou uma significativa redução de 24% em um vício de escolha, depois de jogar quebra-cabeça. 

Games são ainda fontes de melhoria de dislexia, memória e visão. Nos tornam pessoas melhores. Vamos jogar uma partida?

Clique aqui para comentar ( )