Chaves: eles são jovens ainda, mas será que amanhã eles velhos serão?

Chaves: eles são jovens ainda, mas será que amanhã eles velhos serão?

Por renatalins

“Eu sou o Chespirito; o riso é uma expressão de triunfo do cérebro. Se você ri de uma piada é porque você a entendeu.”

“Chaves”, programa popular de comédia da televisão mexicana, foi criado por Roberto Bolaños, conhecido por Chespirito. Em 1971, foi ao ar pela primeira vez sendo um  sucesso de audiência. E como não seria? 

Na comédia, existem muitos jogos de palavras e bordões bem famosos. 

Quem nunca falou num bate-papo entre amigos algum bordão do Chaves? 

Isso, isso, isso

O seu humor foi transmitido para diversos países, ganhando um número significativo de seguidores fora da América Latina. Legado que foi reprisado em vários idiomas e é apreciado por várias gerações de telespectadores. 

É importante notar que “Chaves” e seus personagens são fictícios e meramente para fins de entretenimento. 

“Chaves” é uma das séries mais queridas pelos brasileiros.

Você não vai com a minha cara?

A série de televisão “Chaves” segue a vida cotidiana e as desventuras de Chaves e suas interações com um elenco diversificado de personagens, incluindo Dona Florinda, Quico, Seu Madruga e muitos outros. O humor do programa geralmente decorre de mal-entendidos, tretas e brincadeiras entre os personagens. 

Ninguém tem paciência comigo

O Chaves  é conhecido por sua roupa distinta, que consiste em um chapéu, suspensórios e calças curtas. Era retratado como  inocente, ingênuo e engenhoso, e frequentemente se envolvia em situações engraçadas com seus vizinhos e amigos, principalmente com Seu Madruga e Seu Barriga.

Só não te dou outra porque…

Seu Madruga, interpretado por Ramón Valdés, foi um dos personagens icônicos do programa. Com uma história impactada pela falta de dinheiro, enfrentava a paternidade solo, viúvo e pai solteiro, ele lutava para ganhar a vida e garantir o sustento de sua filha, Chiquinha. Conhecido também por vestir roupas esfarrapadas, chapéu surrado e bigode bem característico. Seu Madruga costumava se envolver em interações bem-humoradas e, às vezes, controversas com outros personagens da vizinhança, principalmente com Dona Florinda, a mãe de Quico. Ao longo da série, Seu Madruga é retratado como um personagem de bom coração e bem-intencionado, muitas vezes mal-humorado, além de ser rápido em se desculpar por suas explosões. Ele faz biscates e se envolve em vários esquemas para ganhar dinheiro, muitas vezes com resultados cômicos e imprevisíveis.

Ué, ué, ué, ué, ué

Chiquinha, que foi interpretada por María Antonieta de las Nieves, filha de Seu Madruga e que interpretou também a dona Neves, sua bisavó, é conhecida por usar o cabelo preso, vestido colorido bem como uma personalidade que traz muita travessura e atrevimento.

Se envolvia em muitas discussões e brincadeiras com outros personagens. Era amiga de Chaves e Quico.

Não se misture com essa gentalha

Dona Florinda, interpretada pela atriz Florinda Meza, sim este é o nome dela, traz para a trama uma personagem geniosa, mãe solteira e superprotetora de seu filho Quico. Sendo assim, muitas vezes injusta em ações contra os personagens. Sua atitude muda quando encontra o professor Girafales, o seu “namorado”.

Gentalha, gentalhaaa!

Carlos Villagrán, deu vida ao Quico, personagem com bochechas de Bulldog velho, filho de dona Florinda, usava uma roupa de marinheiro e um chapéu de hélice. Era um menino brincalhão, que se metia em muitas confusões, além disso, se achava superior às outras crianças.

Pague o aluguel!

Seu Barriga, vivenciado por Edgar Vivar, era um senhorio que costumava cobrar os aluguéis dos moradores da vila. Era uma figura que usava óculos,roupas formais e carregava maleta. Muitas vezes foi taxado de chato, mas tinha um bom coração e era justo.Era sempre recebido por uma pancada do Chaves. 

Quantas vezes tenho que te dizer que não sou nenhuma bruxa? 

Angelines Fernández  trouxe à tona a  “A bruxa do 71”, cuja sua aparência era de uma idosa um tanto excêntrica. Era retratada como uma mulher bondosa, embora seu comportamento diferente levasse medo para as crianças. 

Misteriosa, a bruxa do 71, ops, dona Clotilde, era vista fazendo feitiços ou mágicas que geravam situações cômicas e mal-entendidas.

Meu nome é professor e me chamo Girafales

Professor Girafales é um personagem icônico do programa Chaves.  Ele é interpretado pelo ator Rubén Aguirre.

O professor Girafales é um professor apaixonado por Dona Florinda, mãe de Quico. Ele é conhecido por sua alta estatura, daí seu nome “Girafales”. O personagem costuma ser visto vestindo terno e gravata, retratando um comportamento mais sério e educado em comparação com os outros personagens. No programa, o professor Girafales é retratado como um homem gentil e inteligente que se preocupa genuinamente com seus alunos, mas também mostra-se um tanto vaidoso.

O professor Girafales é caracterizado por suas tentativas de cortejar Dona Florinda, muitas vezes levando a situações humorísticas e mal-entendidos. 

Esses são os principais personagens do espetáculo.

Mas afinal, o que aprendemos com o programa Chaves?

Já vimos cada personagem e sua personalidade, mas o que aprendemos com cada um deles?

  • Mostram que apesar das diferenças, eles sempre se unem em momentos de necessidade e se apoiam.  
  • Enfatizam a importância da compreensão para com os outros. Ela nos ensina a não julgar as pessoas com base em aparências.
  • Tratar os outros com respeito e apreciar as simples alegrias da vida.
  • Mostram atos de bondade e compaixão uns para com os outros, mesmo em circunstâncias desafiadoras. 
  • Apesar de viverem em circunstâncias difíceis, os personagens de “Chaves” mantêm uma atitude positiva e encontram alegria nas coisas mais simples. 
  • O poder do riso em superar dificuldades, além de promover conexões e trazer alegria para nossas vidas.
  • O programa destaca a importância dos laços familiares e comunitários. Ele retrata a importância de se unir, apoiar uns aos outros e encontrar um sentimento de pertencimento dentro de uma comunidade.

Essas lições de Chaves ressoam no público em todo o mundo até hoje e contribuem para o impacto cultural.

Pipipipi

Muitos dos intérpretes de Chaves não estão mais aqui neste mundo, mas eles deixaram um legado que será sempre lembrado.

“Você não soube? Não te disseram? Não te contaram?”

Já sabem da novidade? A história de Roberto Bolaños vai virar série, ou melhor dizendo, do famoso Chaves. A HBO Max vai produzir um seriado biográfico que vai narrar a história do eterno morador do barril, nomeado de “Sem Querer Querendo”.

Ainda não tem data de estreia, mas o que se sabe é que a produção está prevista para este ano. Pode-se esperar muito drama, boas risadas e muitos desafios que o comediante teve de encarar.

Segundo o streaming, a série biográfica não será apenas a primeira a ser produzida envolvendo Roberto Bolaños.

“É que me escapuliu…”

Já houveram diversas tentativas de modernizar e adaptar os personagens do Bolaños – desenho do Chaves criado em 2006 – mas a HBO Max tem a ideia de resgatar o legado do humorista.

Em 2020, os direitos sobre o Chaves retornaram ao Grupo Chespirito e, por isso, a exibição dos episódios foi cancelada em todo o mundo. 

Os fãs aguardam ansiosamente para relembrar os  momentos de alegria e confusão do Chaves.

 “E zás! E zás”

Confira também

1 Comentário

Theo Junior 27 de maio de 2023 - 13:20

Chaves faz parte da família!
Assistindo desde sempre.
O texto ficou muito bom e retrata bem cada personagem e a importância da séria, além do porquê de tão relevante e de ser assistido por tantas gerações.
Só de ler os bordões a gente já lembra de algum episódio. Já dá vontade de assistir e rir dos mesmos episódios que já vimos tantas vezes.

Responder

Deixar um comentário

Portal Design Culture

O Design e a educação movem nossas vidas.

Orgulho de ser de Pernambuco.

Uma empresa embarcada no Porto Digital

Hospedado na Imaginare Digital.

inspiração Em seu e-mail

© Portal Design Culture 2024  – Termos de uso e política de privacidade

Layout por: Estúdio IP/M

Desenvolvido por: O Plano A